Geral

CPERS entrega ao secretário de educação documento que denuncia precariedade das escolas

Na tarde desta sexta-feira (1º), a direção central do Cpers/Sindicato realizou a primeira audiência com o secretário estadual de educação, Faisal Karam. Na ocasião, a presidente do Sindicato, Helenir Aguiar Schürer, entregou à Faisal um documento sobre a falta de estrutura nas escolas, no início do ano letivo.

Entre os problemas apontados estão a falta de professores(as), funcionários(as) de escola e orientadores(as) e supervisores(as) educacionais, desrespeito a autonomia das escolas na elaboração do calendário escolar, conforme prevê a lei de gestão democrática, enturmação e superlotação de turmas, multisseriação, não homologação de novas turmas, ameaça de fechamento de escolas, ausência de vagas e comprometimento da estrutura física em diversas instituições.

O documento tem como base as denúncias que o Sindicato recebeu de educadores(as) de diversas regiões do estado. A deliberação da entrega ao secretário ocorreu no último conselho geral do CPERS, realizado no dia 15 de fevereiro.

Durante a reunião, Helenir destacou a importância de respeitar a autonomia das escolas quanto a construção do calendário escolar. “Um dos problemas de impedir que as escolas organizem seus calendários, aliás como sempre foi feito, é prejudicar a presença das famílias em ocasiões como datas comemorativas e eventos organizados pela instituição. A presença dos pais é importantíssima”, observou.

Faisal comprometeu-se em dar retorno sobre esta questão na próxima quinta-feira (7).

Também ficou determinado que a vice-presidente do CPERS, Solange Carvalho e a secretária-geral do Sindicato, Candida Rosseto, irão acompanhar junto a representantes da Seduc os casos de homologação apresentados durante a reunião. “Recebemos muitos relatos sobre isso e estaremos atentos para que todas as situações sejam resolvidas”, afirmou Helenir.

 

Fonte: Cpers/Sindicato