Comissão e atletas avaliam rebaixamento para a Divisão de Acesso do Gauchão

Pedidos de desculpas e promessas de voltar a elite

Ao final da partida e da derrota em 1 a 0, frente ao São Luiz, em Ijuí, não faltaram pedidos de desculpas e promessas para 2020, por parte dos atletas e da Comissão Técnica do VEC.

Fabricio e Rafael Macena pediram desculpas aos torcedores pela situação em que deixaram a equipe. “Estou muito triste pela situação. Fui muito bem acolhido em Veranópolis e não merecíamos encerrar assim a competição”, relata Macena.

“Não caímos hoje, caímos nos resultados positivos que não vieram em casa. Peço desculpas aos torcedores”, afirma Fabrício.

O diretor de Futebol, Dirceu Paulo Salla, frisou que “o erro não é de um, é de todos. Assim foi também quando o resultado era positivo em nossa caminhada. Agora, é trabalhar para o time voltar a ser grande”.

É o dia do aniversário do presidente do Clube, Gilberto Generosi. Mesmo assim, ele foi ao Estádio 19 de outubro, em Ijuí, lamentou o resultado e afirmou que buscará a volta a elite do futebol gaúcho. “Estamos tristes. Parece que estava traçado desde o início que iriamos cair para a Divisão de Acesso. Vamos honrar contra o Brasil na quarta e sair de cabeça erguida. Perde quem compete. Vamos para a Divisão de Acesso e vamos voltar mais fortes do que fomos. Vamos fechar as contas de 2019 e com outra cabeça, outra organização, vamos disputar a Divisão de Acesso” resumiu.

Questionado sobre algum erro ou algo que faria diferente, Generosi afirmou: “Não faria absolutamente nada. Talvez teríamos mudado a comissão técnica dois jogos antes. Decidimos apostar no trabalho que estava sendo feito”.

O presidente Vilson Roncato destacou que é “difícil passarmos por uma situação dessas. O VEC começou a se acostumar com as vitórias. Infelizmente, esse ano não deu. Um time que disputou contra os grandes, que disputou uma Copa do Brasil. Nós temos moral, para dizer que em 18 anos, o VEC praticamente teve a mesma direção. Pedimos desculpas ao torcedor, a quem faz o VEC, temos certeza que a vida ensina e só vence quem trabalha e quem tem coragem. Em pouco tempo, vamos estar de volta a elite do futebol gaúcho”.

Nesse ano, o VEC fez a pior de todas as campanhas: não conseguiu nenhuma vitória e encerra uma temporada de 25 anos na elite do futebol gaúcho. Era a cidade com a menor população do Estado, na Série A do Campeonato Gaúcho.

Além do VEC, o Avenida também está rebaixado.