Identificação, liderança no vestiário e experiência: as características buscadas pelo Grêmio no novo treinador

O Grêmio iniciou as tratativas por um novo treinador na noite do último domingo (4), logo após demitir Tiago Nunes. O perfil

O Grêmio iniciou as tratativas por um novo treinador na noite do último domingo (4), logo após demitir Tiago Nunes. O perfil traçado pela direção é de um profissional identificado com o clube. Por isso, são duas opções que largam na dianteira para assumir o cargo: Felipão e Renato Portaluppi. Outras características também serão consideradas para a função, como experiência e comando de vestiário.

— Queremos alguém identificado. É isso. Vamos atrás. Não entrarei em mais detalhes, faz parte da nossa estratégia — resumiu Marcos Herrmann, vice de futebol, em entrevista coletiva.

Segundo apurou GZH, entende-se no Conselho de Administração que o clube precisa de um comandante que tenha “as rédeas” do vestiário. O conceito de conseguir se relacionar bem com o elenco e fechar o ambiente é apontado como necessário para o panorama atual. Logo, nomes emergentes são descartados num primeiro momento.

— Temos um perfil, sim. E, neste sentido, Felipão sempre é uma possibilidade. Ele se identifica muito com o Grêmio, mas não sei se tem interesse. Temos de perguntar a ele — indicou Herrmann.

Dentro do perfil traçado, Felipão e Renato são vistos como os nomes ideais. Portaluppi teve defendida a sua permanência entre os vices mesmo com a queda na Libertadores, para o Independiente del Valle-EQU, em março. Porém, a saída recente ainda não foi totalmente superada. Por isso, o treinador que conquistou a América em 1995 poderia ser uma espécie de novidade no vestiário, já que deixou a Arena em 2015.

Técnicos estrangeiros não contam com a simpatia da direção para o momento pela necessidade de adaptação. Pela condição gremista na tabela de classificação do Brasileirão e com jogos complicados pela frente, os dirigentes consideram o processo inicial um obstáculo grande a ser vencido.

Depois do ultimato público dado a Tiago Nunes na semana passada, o Tricolor, internamente, iniciou a prospecção de mercado para ganhar tempo na contratação de um novo comandante. Por isso, entende-se que as negociações serão rápidas para que o novo treinador assuma a equipe ainda nesta semana.

Os dois compromissos previstos para os próximos dias são diante do Palmeiras, na quarta-feira, em São Paulo, e o Gre-Nal, na Arena, no sábado. Se necessário, Thiago Gomes, auxiliar permanente, poderá comandar o time de forma interina.

Fonte: GZH