Em curva ascendente de casos, Brasil notifica 881 óbitos por coronavírus em 24 horas, novo recorde da crise sanitária

No momento o RS soma 111 mortes e 2917 casos. O Brasil possui 178.883 e 12.484 óbitos.

Com 881 novas mortes por covid-19 notificadas ao Ministério da Saúde nas últimas 24 horas, Brasil soma 12.484 óbitos e 178.883 casos de coronavírus —72.597 são considerados pacientes recuperados. As confirmações desta terça-feira foram um recorde desde o início da crise sanitária, mas isso não quer dizer que as 881 mortes ocorreram em um único dia, já que há um atraso no sistema de informação dessas mortes e ainda demanda reprimida de testes que confirmam a infecção nesses pacientes.

O Governo informa que 206 desses óbitos ocorreram nos últimos três dias e há 2.050 óbitos em investigação no país. Apesar de não divulgar mais quais Estados estão em emergência no país, a pasta aponta que o Brasil está numa fase de “bastante alerta” pela curva de casos ascendente da doença. Entre 10 de abril, quando o país ultrapassou mil mortes pela covid-19, e 10 de maio, o número de mortes pelo coronavírus cresceu nove vezes no país.

Há mortes confirmadas pela covid-19 em 17% das cidades brasileiras, a maioria delas concentrada em capitais e regiões metropolitanas. A capilaridade da epidemia no país preocupa pela desigualdade de estrutura médica do SUS pelo país.

Num sinal de que, dois meses após a crise, o Brasil ainda não resolveu seus gargalos no combate à doença, o Ministério da Saúde admitiu nesta terça ainda há um fila para o processamento de testes. O Brasil realizou um total de 337.595 exames para detectar o coronavírus nos laboratórios públicos. No momento, segundo a pasta, 95.144 exames estão em análise.

Fonte: El País