Coronavírus: região segue em alerta no Sistema 3As

A região de Caxias do Sul segue em alerta no sistema 3As de monitoramento, conforme informou o Gabinete de Crise

A região de Caxias do Sul segue em alerta no sistema 3As de monitoramento, conforme informou o Gabinete de Crise do Governo do Estado, após reunião realizada na quarta-feira, 30 de junho. Além da Serra, outras 11 regiões permaneceram neste patamar: Bagé, Cachoeira do Sul, Cruz Alta, Erechim, Ijuí, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Pelotas, Santa Maria, Santa Rosa e Uruguaiana. Nesta semana, novamente não foram emitidos novos Avisos para nenhum das 21 regiões.

A boa notícia é que os alertas para Santa Cruz do Sul e Santo Ângelo foram retirados, em decorrência da melhora no cenário. Esta foi a primeira vez que ocorreu a retirada desde a implementação do novo sistema, em maio.

Com a manutenção do alerta, as 12 regiões receberam relatórios atualizados sobre a situação da pandemia em cada uma delas. Agora, cada associação de municípios deverá se reunir para traçar novas alternativas ou manter as já existentes, visando a disseminação da covid-19 e, consequentemente, a redução dos indicadores.

Novos casos

Conforme os indicadores do Grupo de Trabalho, a região de Caxias do Sul apresentou redução de 21,5% no surgimento de novos casos, na comparação com a semana anterior. No entanto, apesar da queda, a Serra representa a sexta maior região do Estado com incidência de novos casos, sendo 48,5% superior à média estadual.

Óbitos

Já a situação dos óbitos mostra cenário contrário, com aumento de 21,3% frente à semana passada. A taxa de mortandade é a quinta maior entre as 21 regiões covid-19. Atualmente, os números estão 24,8% acima da média estadual.

Internações

O número de internações em leitos clínicos apresentou melhora, caindo 11% no último levantamento. Segundo os dados do Grupo de Trabalho do Gabinete de Crise, atualmente, a região possui 311 internados por covid-19 em leitos clínicos, sendo que apresentou leve aumento nos últimos três dias.

A situação dos leitos de UTI também apresentou redução de cerca de 9,3%, na comparação com a semana passada. Atualmente, são 263 internados por covid-19 em UTIs, o equivalente a 95,7% de ocupação, restando apenas 16 leitos livres.

O relatório mostra ainda a situação da vacinação na região que, segundo o Governo, apresenta a 5ª menor proporção da população vacinada com a segunda dose, alcançando apenas 13,5% do total.

Fonte: Jornal Semanário