Governo divulga municípios vencedores do Prêmio Te Vacina RS; Confira todos os contemplados

Vila Flores, da microrregião, garantiu o primeiro lugar na categoria abaixo de 10 mil habitantes

O governo do Estado divulgou, nesta terça-feira (20/7), os vencedores da primeira etapa do Prêmio Te Vacina RS, que busca reconhecer e valorizar os municípios que mais vacinaram contra a Covid-19 no RS.

O cálculo levou em consideração as vacinas aplicadas em relação às doses distribuídas em quatro categorias. São duas etapas com premiação de R$ 625 mil, uma divulgada nesta terça (20) e outra com divulgação em 20 de agosto.

OS VENCEDORES

• Municípios acima de 100 mil habitantes (19 concorrentes):
1º lugar: Passo Fundo – R$ 150 mil
2º lugar: Uruguaiana – R$ 100 mil

• Municípios entre 50 mil e 99.999 habitantes (26 concorrentes):
1º lugar: Santa Rosa – R$ 100 mil
2º lugar: São Borja – R$ 75 mil

• Municípios entre 10 mil e 49.999 habitantes (123 concorrentes):
1º lugar: Tenente Portela – R$ 75 mil
2º lugar: Arroio do Sal – R$ 50 mil

• Municípios abaixo de 10 mil habitantes (329 concorrentes):
1º lugar: Vila Flores – R$ 50 mil
2º lugar: Barra do Rio Azul – R$ 25 mil

O decreto do prêmio define que a aplicação dos recursos deverá ser em ações na Atenção Primária à Saúde. Os municípios contemplados serão obrigados a prestar contas em Relatório de Gestão. O pagamento vai ser realizado por meio do Fundo Estadual de Saúde aos Fundos Municipais de Saúde.

“O RS está sempre entre os primeiros Estados que vacinam no Brasil. É um orgulho para todos nós e fruto do esforço de todos, das prefeituras, dos profissionais de saúde que estão na ponta aplicando a vacina, do governo do Estado, todos trabalhando juntos e puxando em uma mesma direção para que tenhamos a população protegida. Só alcançamos este ritmo de vacinação devido à excelência do trabalho dos municípios, e queremos prestigiar esta agilidade. Essa premiação que anunciamos é justamente para que possamos fazer reconhecimento a quem está se esforçando para fazer a vacina chegar ao braço das pessoas. Agradeço a todos os prefeitos que são nossos aliados nessa corrida pela vida, em que todos ganham”, disse o governador Eduardo Leite, que anunciou os vencedores durante transmissão ao vivo pela internet.

De acordo com a secretária da Saúde, Arita Bergmann, 186 municípios alcançaram 100% da aplicação da primeira dose, o que demonstra a imensa mobilização no Estado. O desempate para o prêmio levou em conta o número de doses aplicadas como segunda aplicação.

“Essa premiação demonstra que estamos conseguindo chegar em todos as regiões, em um processo que o orgulha o Estado. É um trabalho incansável de todos os municípios, em especial desses premiados hoje”, afirmou a secretária Arita, enfatizando que 449 municípios já aplicaram mais de 90% da primeira dose.

Presidente da Federação das Associações de Municípios (Famurs), Eduardo Bonotto destacou a parceria entre o governo do Estado e municípios na superação da pandemia e na preservação de vidas. “A disputa é sadia quando vem em benefício da sociedade. Quando vacinamos estamos nos cuidando e cuidando da coletividade”, disse Bonotto, que também é prefeito de São Borja, um dos municípios vencedores.

“Precisamos seguir unidos nesta luta para sairmos dessa o mais rapidamente possível”, reforçou o secretário executivo do Conselho das Secretarias Municipais da Saúde (Cosems), Diego Espíndola, que também participou do evento.

Critérios de apuração

Os resultados foram calculados a partir do número total de doses aplicadas e registradas no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI) dividido pelo número de doses distribuídas registradas no Sistema de Insumos Estratégicos em Saúde (Sies), sendo excluídas quaisquer quantidades de doses que não estejam disponíveis para aplicação. Por exemplo, se um município recebeu 100 doses e aplicou 80, a cobertura vacinal ficará em 80%.

Para a segunda etapa da premiação, serão consideradas as doses registradas até as 24h de 17 de agosto. O anúncio dos vencedores será em 20 de agosto.

Em caso de empate, o critério de desempate serão os índices de segundas doses registradas, e permanecendo o empate, será considerado o vencedor o município com menor cobertura em Atenção Primária.

Texto: Patrícia Specht/Ascom SES
Edição: Marcelo Flach/Secom