RS tem 63,2% de ocupação geral de leitos de UTI, o menor índice desde abril de 2020

O Rio Grande do Sul registra, neste sábado (31), taxa geral de ocupação de leitos de UTI de 63,2%. É o melhor

O Rio Grande do Sul registra, neste sábado (31), taxa geral de ocupação de leitos de UTI de 63,2%. É o melhor resultado desde 26 de abril de 2020, quando o índice foi de 60,4%, segundo dados extraídos do Painel Coronavírus RS, mantido pelo governo do Estado. Os números incluem os setores público e privado.

Às 17h deste sábado, havia 804 casos confirmados de covid-19 e 90 suspeitos recebendo tratamento intensivo em hospitais gaúchos, além de 1.250 internados em UTIs por outros motivos, somando 2.144 pessoas. Ao todo, são 3.390 vagas.

A queda no percentual de utilização de leitos do tipo vem se acentuando nos últimos dias. A título de comparação,em 12 de julho, GZH noticiou taxa de 77%. Na ocasião, era a menor marca desde fevereiro.

Chama atenção, também, a diminuição do volume internados em UTIs com diagnóstico de coronavírus comprovado. Há oito dias, por exemplo, eram 998 pessoas.Antes disso, em março deste ano, a quantidade chegou a passar de 2,6 mil. Neste sábado, são 804, menor número desde 9 de fevereiro, quando havia 787 pacientes nessa condição.

A melhoria é observada no momento em que 72,6% da população vacinável no Rio Grande do Sul contabiliza a primeira dose da imunização contra a doença. Considerando duas doses, a porcentagem é de 34,1%. Desde o último dia 27, Porto Alegre se tornou a primeira Capital a ter um em cada três moradores com esquema vacinal completo contra o coronavírus.