Operação policial termina em tragédia: três pessoas morrem após explosão de artefatos em Guaporé

A conclusão dos trabalhos da Operação Explosive, desencadeada na manhã desta quinta-feira, dia 8 de julho, pela Polícia Civil – Departamento

A conclusão dos trabalhos da Operação Explosive, desencadeada na manhã desta quinta-feira, dia 8 de julho, pela Polícia Civil – Departamento de Investigação Criminal (DEIC), através do Departamento de Meio Ambiente (DEMA), com apoio do Exército Brasileiro na região de Guaporé, infelizmente terminou em tragédia.

Após a apreensão de aproximadamente 740 kg de artefatos explosivos (emulsão encartuchada), cordéis detonantes, espoletas, conjuntos estopim/espoleta, acionador pirotécnico e unidades de retardo, e a prisão de duas pessoas, as autoridades militares deram prosseguimento à detonação/descarte de todo o material apreendido em uma empresa localizada na Linha Três de Maio/Britola.

A atividade aconteceu no começo da tarde e, por uma fatalidade, três pessoas perderam a vida e cinco foram conduzidas ao Hospital Manoel Francisco Guerreiro com ferimentos. Informações extraoficiais dão conta de que as vítimas fatais são militares do Exército Brasileiro (dois) e um funcionário da empresa.

Policiais do 4º Pelotão da Brigada Militar (BM), agentes da Delegacia de Polícia Civil (DP), de Guaporé e de Porto Alegre, servidores do 3º Pelotão do Corpo de Bombeiros Militar (CBMRS), profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) estão no local para atendimento da ocorrência.

Fonte: Rádio Aurora