Bandeira vermelha: “É uma medida dura demais”, resume o prefeito De Carli

O prefeito de Veranópolis Waldemar De Carli resumiu como um “retrocesso” a colocação da região da Serra Gaúcha na bandeira

O prefeito de Veranópolis Waldemar De Carli resumiu como um “retrocesso” a colocação da região da Serra Gaúcha na bandeira vermelha e, como consequência, o fechamento de diversos setores da economia da região. Segundo ele, os prefeitos já imaginavam que isso iria ocorrer, pelo modelo de Distanciamento Controlado adotado pelo Governo do Rio Grande do Sul. “É uma medida dura demais. É uma situação extramemente difícil e que terá uma série de consequências, uma delas, o desemprego. Achamos que não cabia”, afirmou ele.

Conforme De Carli, Veranópolis tem apenas um paciente utilizando leito de UTI. “Enquanto temos o aumento de casos, temos também o número de curados em queda”, ressaltou.

Na tarde deste domingo, integrantes do Comitê Gestor da Covid-19 na cidade irão se reunir para debater a situação em Veranópolis. Waldemar frisou que por ser uma decisão de Estado, o município terá que acatar. “É uma situação desagradável. Estamos muito tristes”, resumiu.