Curiosidade: morador diferente em Veranópolis

O animel silvestre foi flagrado atravessando as ruas veranenses.

Leitores enviaram que na madrugada de sexta para sábado, dias 13 e 14,  foi encontrado um tamanduá-mirim (Tamanduá tetradcatyla) atravessando a rua próximo à escola Regina Coeli, no centro de Veranópolis.

Para evitar um provável atropelamento, o biólogo, Mateus Giotto e Larissa Zatt Balestrin, decidiram que o correto era capturar o animal para que posteriormente fosse solto em um local seguro, no interior do município. 

O tamanduá-mirim é uma espécie ameaçada no RS, onde a caça, atropelamentos e a destruição do seu habitat são as principais causas do declínio da espécie.  É um animal lento, muito mais ativo durante a noite e inofensivo, além disso, presta serviços ecológicos fundamentais já que se alimenta de cupins e formigas. O encontro com animais silvestres em áreas urbanas tem sido mais frequente devido a diminuição de seus habitats.