Termas e Longevidade agora é marca registrada

Apesar de muito desafiante, o ano de 2020 será fechado com boas notícias para o Roteiro Termas e Longevidade. A

Apesar de muito desafiante, o ano de 2020 será fechado com boas notícias para o Roteiro Termas e Longevidade. A alegria se dá pelo recente registro de marca adquirido junto ao INPI – Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

A renovação da marca e nome aconteceu em 2015, sendo que o pedido foi iniciado em outubro de 2019 e o registro efetivamente aconteceu em julho de 2020, mas somente agora em dezembro é que o grupo gestor recebeu o certificado.

A microrregião Termas e Longevidade foi criada em 1997 pelos representantes das Secretarias de Turismo, empreendedores dos municípios, representantes de entidades de classe e dos Conselhos Municipais de Turismo – COMTURs em parceria com a Atuaserra – Instância de Governança Regional Uva e Vinho, que hoje formam o grupo gestor que lidera as ações.

A iniciativa foi a forma encontrada para regionalizar a divulgação turística dos municípios que além de vizinhos, possuem semelhanças culturais.

O “Termas” deve-se às águas termais, hoje presentes em Nova Prata e Vila Flores, já o termo “Longevidade” faz referência a Veranópolis, onde pesquisas que datam mais de 20 anos apontam os motivos da vida saudável e longeva dos habitantes. O logotipo e o novo nome foram criados em 2015 e a simbologia foi desenvolvida buscando representar elementos e características comuns às cinco cidades:

A longevidade de Veranópolis através do vinho;

A natureza de Cotiporã;

As águas termais de Nova Prata;

A Casa de Cultura de Protásio Alves;

Capitel Divino Pai Eterno de Vila Flores.

Foi chancelado o registro da terminologia “Termas e Longevidade” além do desenho do logotipo, formado por letras e símbolos, na classe 41 conforme a classificação de atividades do INPI.

Liliane Sene Luz | Assessora de comunicação

Fonte: Rádio Ativa – Nova Prata/RS