Grêmio vence Ypiranga, termina como líder e enfrenta o Caxias na semifinal do Gauchão

A noite de estreia de Tiago Nunes na casamata do Grêmio foi marcada por emoção na vitória por 3 a 2 sobre o Ypiranga na noite

A noite de estreia de Tiago Nunes na casamata do Grêmio foi marcada por emoção na vitória por 3 a 2 sobre o Ypiranga na noite deste sábado (24), no Colosso da Lagoa, em Erechim. Após abrir 3 a 0 no primeiro tempo, com Diego Souza, Léo Pereira e Vanderson, o Tricolor permitiu ao time da casa fazer dois gols na segunda etapa, com Zé Mário e Mossoró, mas segurou vantagem para terminar como líder da primeira fase do Gauchão. Com o resultado, o Tricolor enfrentará o Caxias na semifinal do campeonato estadual.

Antes, no entanto, o Tricolor jogará na Argentina, contra o Lanús, na quinta-feira, às 21h30min, no retorno ao La Fortaleza, o palco da conquista do tri da Libertadores em 2017. O confronto valerá a liderança do Grupo H da Copa Sul-Americana, já que os dois clubes venceram na rodada de abertura da chave.

O primeiro Grêmio de Tiago Nunes entrou em campo com: Brenno, Vanderson, Rodrigues Paulo Miranda, Cortez, Thiago Santos, Matheus Henrique, Léo Pereira, Jean Pyerre, Ferreira e Diego Souza, uma escalação que contou com quase todos os jogadores que iniciaram contra o La Equidad pela Sul-Americana apenas dois dias antes. As exceções foram Alisson, lesionado, e Rafinha e Ruan, que ficaram no banco.

O Tricolor começou o jogo tendo uma chance logo no primeiro minuto. Após um cruzamento errado do Ferreira, o Grêmio executou uma característica dos times de Tiago Nunes: a pressão pós-perda. Da recuperação perto da área de ataque surgiu uma outra oportunidade que Ferreira acabou mandando para fora.

A equipe da casa respondeu na sequência com duas  jogadas de bolas paradas, ambas defendidas por Brenno. O primeiro escanteio dos mandantes mostrou outra novidade do treinador gremista. A marcação nos escanteios passou a ser feita por zona e não mais de maneira individual, como nos tempos de Renato Portaluppi.

O Grêmio mostrou dificuldade com essa mudança após ter tido apenas um treinamento com Tiago Nunes. Durante a etapa inicial, o Ypiranga conseguiu cabecear cinco vezes em jogadas dessa forma. O time de Erechim estava melhor na partida até que aos 23 minutos um lance abriu o caminho para a vitória gremista. Matheus Henrique tabelou com Jean Pyerre e caiu na disputa com Reinaldo na área. O árbitro Eder Davi Zanella prontamente marcou o pênalti, que acabou convertido por Diego Souza. 

O Ypiranga tem motivos para reclamar da marcação do pênalti, mas errou demais a partir desse lance e o placar logo virou goleada. Aos 26, Léo Pereira pressionou o goleiro Paulo e roubou a bola. Ela sobrou para Jean Pyerre, que devolveu para o garoto. Léo teve calma e mandou para as redes ampliando a vantagem gremista. 

Dois minutos depois, o terceiro gol tricolor saiu. Dessa vez, a jogada foi de contra-ataque. Ferreira tentou a finalização e contou com um desvio para o lance virar assistência. A bola subiu e caiu para Vanderson. O lateral dominou com estilo e chutou cruzado para o 3 a 0. O Grêmio, então, administrou o jogo e só correu riscos nas bolas paradas até o intervalo. 

O Ypiranga tratou de mostrar no começo da etapa final que a partida não estava definida e balançou as redes duas vezes no intervalo de dois minutos. O primeiro gol canarinho veio em uma jogada ensaiada de cobrança de falta que permitiu a Zé Mário receber livre para finalizar colocado aos 5. Aos 7, Mossoró teve liberdade. 

Ele chutou cruzado para vencer Brenno e deixar o placar em 3 a 2. O centroavante Cristiano teve a chance do empate antes dos 10 minutos, mas o goleiro gremista saiu de forma arrojada para manter o Tricolor em vantagem após outro erro de posicionamento da defesa. 

Tiago Nunes esperou até os 19 minutos para fazer as primeiras trocas e optou por mexer em todo o lado direito. Rafinha e Léo Chú entraram nas vagas de Vanderson e Léo Pereira. As alterações ajudaram para o Grêmio recuperar o controle da partida. Mesmo sem criar oportunidades para o quarto gol, o Tricolor segurou a reação do Ypiranga. Aos 29, mais duas trocas. Churín e Lucas Silva por Diego Souza e Jean Pyerre.

O Ypiranga quase empatou aos 35 em chute de Mikael no travessão. Na sequência, o volante levou o cartão vermelho, o que diminuiu as chances do Canarinho, que não se entregou. 

Mesmo com 10, o time da casa seguiu insistindo na busca pelo empate, mas sem sucesso. A estreia de Tiago Nunes não ficará marcada por uma atuação brilhante, mas, pelo menos, pela vitória necessária para terminar a fase classificatória do Gauchão em primeiro lugar.

GAUCHÃO — 11ª rodada — 24/4/2021

YPIRANGA (2)
Paulo; Muriel, Reinaldo, Luís Eduardo e Zé Mário; Mikael, Fidélis (Revson, 32’/2ºT); Jean Silva (Silvano, 46’/2ºT), Mossoró e Caprini (Dija Baiano, 46’/2ºT); Cristiano (Quirino, 25’/2ºT)
Técnico: Júnior Rocha

GRÊMIO (3)
Brenno; Vanderson (Rafinha, 19’/2ºT), Rodrigues, Paulo Miranda e Cortez; Thiago Santos, Matheus Henrique (Darlan, 43’/2ºT); Léo Pereira (Léo Chú, 19’/2ºT), Jean Pyerre (Lucas Silva, 29’/2ºT) e Ferreira; Diego Souza (Churín, 29’/2ºT)
Técnico: Tiago Nunes

GOLS: Diego Souza (G), aos 23min, Léo Pereira (G), aos 26min, Vanderson (G), aos 28min do 1º tempo; Zé Mário Y), aos 5min, e Mossoró (Y), aos 7min do 2º tempo
CARTÕES AMARELOS: Rodrigues, Cortez, Vanderson, Matheus Henrique, Tiago Santos, Brenno, Rafinha (G); Zé Mário, Caprini (Y)
CARTÃO VERMELHO: Mikaell (Y)
ARBITRAGEM: Eder Davi Zanella, auxiliado por Claiton Timm e Juarez de Mello Júnior
LOCAL: Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim

Próximo jogo
Quinta-feira, 29/4 – 21h30min
Lanús x Grêmio
La Fortaleza – Sul-Americana

Fonte: GZH