Inter goleia o Esportivo, termina em segundo e vai encarar o Juventude na semifinal do Gauchão

Uma goleada sobre um dos rebaixados do Gauchão marcou a despedida do Inter da primeira fase. No Beira-Rio, um time recheado de reservas teve

Uma goleada sobre um dos rebaixados do Gauchão marcou a despedida do Inter da primeira fase. No Beira-Rio, um time recheado de reservas teve tranquilidade para aplicar 5 a 0 no Esportivo. Os gols foram de Zé Gabriel, Nonato, Yuri Alberto, Dourado e Rodinei, grande destaque da partida. Classificado em segundo, o Inter terá o Juventude nas semifinais. Antes, porém, tem o Táchira, na terça à noite pela Libertadores. O Esportivo foi rebaixado à Divisão de Acesso.

Ramírez optou por preservar o máximo de jogadores possível. Assim, o Inter teve novidades como Daniel, Rodinei, Pedro Henrique (Lucas Ribeiro estava lesionado, Cuesta suspenso), Léo Borges, Lindoso, Praxedes e Nonato. O trio ofensivo contou com Patrick, Yuri Alberto e Palacios.

O time começou com Patrick aberto pela direita e Palacios pela esquerda. O chileno teve participação no primeiro gol do Inter, logo aos quatro minutos. Ele sofreu falta quase no bico da área. Rodinei cobrou forte, na direção da meta, Zé Gabriel saiu de trás, apareceu livre e empurrou para a rede, de cabeça.

O gol não arrefeceu o ânimo do Inter. O time seguiu atacando, pressionado o Esportivo e deixou de ampliar aos 11. Após jogada pela esquerda, a bola foi cruzada para a área e Patrick, livre, ajeitou, bateu e errou, para fora.

De novo, Patrick teve oportunidade pela direita. Ele recebeu de Rodinei, pedalou e chutou nas mãos do goleiro. Três jogadores entravam pelo meio.

A primeira conclusão do Esportivo ocorreu aos 17 minutos. Itaqui cobrou lateral para a área, Lucas Hulk cabeceou por cima.

Apesar dessa situação, o Inter mantinha controle total da partida. E quase fez o segundo em lance idêntico ao primeiro. Falta pela esquerda, Rodinei cobrou forte, na direção do gol, Pedro Henrique desviou de leve e a bola saiu a centímetros da trave.

Era questão de tempo. E o segundo gol chegou aos 33 minutos. Começou com uma arrancada de Yuri Alberto lá do campo de defesa. Ele cruzou de intermediária a intermediária e viu Nonato entrando pelo meio. O centroavante serviu o meia, que ajeitou o corpo e bateu de primeira, de pé esquerdo, tirando do goleiro: 2 a 0.

Vantagem ampliada e ímpeto ofensivo mantido. Patrick e Palacios inverteram posições e trocavam de lugar a todo instante. Isso facilitou para fazer tabelas. Em uma delas, Rodinei recebeu na área e foi derrubado. Pênalti. Yuri Alberto bateu firme e venceu Anderson, Inter 3 a 0.

Ramírez optou por manter o time na volta do intervalo. E já no início da segunda etapa, teve chance de fazer o quarto. Nonato deu belo passe para Léo Borges, que cruzou. Yuri antecipou o zagueiro e concluiu para fora. O bandeira, equivocadamente, assinalou impedimento.

Aos seis, as primeiras trocas. Ramírez poupou Zé Gabriel e colocou Dourado na zaga. Praxedes também foi descansar, Lucas Ramos entrou. Palacios teve duas oportunidades. Na primeira, recebeu na área, em velocidade, e chutou na saída do goleiro, que salvou. Na segunda, ele pegou rebote de fora da área e arriscou, Anderson pegou firme.

Aos 16 minutos, uma cena repetida. Falta pela esquerda. Rodinei atravessou o campo e cobrou na cabeça de Dourado, que deslocou Anderson e fez o quarto gol colorado.

Com a goleada ainda maior, Ramírez fez mais duas trocas. Entraram Johnny e Marcos Guilherme, saíram Palacios e Nonato.

Rodinei teve sua enorme exibição coroada com um gol. Eram 21 minutos quando o lateral ocupou o espaço na defesa do Esportivo e recebeu um belo lançamento de Lindoso. Com tranquilidade, de pé esquerdo, tirou do goleiro: Inter 5 a 0.

A última troca foi a saída de Yuri Alberto, cansado, para a entrada de Galhardo. O centroavante quase fez o dele aos 34, escorando um cruzamento de Marcos Guilherme que Anderson salvou.

Daniel, que quase tocava a bola apenas com os pés, apareceu para fazer uma grande defesa em chute de Emerson, de fora da área. O goleiro voou e espalmou. A partida diminuiu de ritmo. O Inter já pensa na terça-feira.

Gauchão — 11ª rodada — 24/4/2021

INTER
Daniel; Rodinei, Zé Gabriel (Rodrigo Dourado, 6'/2ºT), Pedro Henrique e Léo Borges; Lindoso, Praxedes (Lucas Ramos, 6'/2ºT) e Nonato (Johnny, 19/2ºT); Palacios (Marcos Guilherme, 19'/2ºT), Yuri Alberto (Galhardo, 30'/2ºT) e Patrick. Técnico: Miguel Ángel Ramírez.

ESPORTIVO
Anderson; Itaqui, Júnior Alves, Dumas e Michael (Daniel Cruz, 42'/2ºT); Lucas Hulk, Mateus Santana (Serafini, 42'/2ºT) e Juninho Tardelli; Vini Martins (Emerson, int.), William e Warlei. Técnico: Gustavo Papa.

Gols: Zé Gabriel, aos quatro, Nonato, aos 33, Yuri Alberto, aos 40 minutos do primeiro tempo; Dourado, aos 16, Rodinei, aos 21 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Jr. Alves, Serafini (E)
Local: Estádio Beira-Rio, Porto Alegre
Início: 21h
Arbitragem: Jonathan Benkenstein Pinheiro, auxiliado por Arthur Avelino Birk Preissler e Fabulo Oliveira Diniz

Próximo jogo

Libertadores — 2ª rodada
27/4/2021 — 21h30min
Inter x Táchira

Fonte: GZH