Novos agentes da GCM se preparam para ir às ruas de Bento Gonçalves

Confira quantos GCM foram apresentados em Bento Gonçalves

A cidade, recentemente, teve a apresentação de novos membros para a guarda. Agora, eles se preparam para ingressar na corporação com aulas teóricas e práticas. A partir da entrada deles, algumas possibilidades surgem para a segurança pública

No dia 18 de julho, os 26 novos agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) de Bento Gonçalves foram apresentados. Eles passaram por uma semana de adaptação, com um primeiro contato com a carreira e aplicação de outros agentes de segurança pública. Depois, na terça-feira, 25, eles iniciaram com o curso de formação, que durante meses irá treiná-los para que possam ir às ruas, no futuro, reforçar o efetivo da GCM.

A formação dos guardas

Neste primeiro momento, a Brigada Militar foi a responsável por iniciar com a parte teórica das atividades. As instruções em sala de aula serão repassadas ao longo de 40 horas, com exposições sobre legislação de trânsito, estrutura viária, legislação penal, direito administrativo, direitos humanos, policiamento comunitário, abordagem policial, entre outros, conforme explica o secretário de Segurança de Bento Gonçalves, tenente-coronel Paulo César de Carvalho.

Na sequência da parte teórica, os 26 agentes receberão conteúdos práticos, que também serão executados ao longo de mais 40 horas, o que finaliza o curso preparatório em 80 horas, ao todo. Segundo a Assessoria de Comunicação da Prefeitura, daqui 90 dias, eles estarão nas ruas e praças. Para Carvalho, o mais importante de toda a preparação é a forma de conexão entre os estágios. “Todos os treinamentos são divididos, em equilíbrio, entre o fundamento teórico e a aplicação. Após o final de curso de formação, os servidores passam por um estágio probatório com duração de três anos”, detalha.

Mais efetivo e novidades para o futuro

O secretário de Segurança especificou que, para a integração desses agentes, após a preparação, será realizada uma divisão com outros servidores que já atuam pelas ruas de Bento. A liberação deles para o trabalho de segurança pública irá beneficiar o policiamento ostensivo preventivo, a partir de maior volume de efetivo. Além disso, a secretaria estuda, a partir do emprego dos novos funcionários, aplicar uma atividade de guarda 24 horas por dia.

Para Carvalho, o agente deve, aos poucos, desenvolver uma relação com aquilo que gosta, em um setor específico. Com isso, o servidor poderá contribuir melhor, a partir de um trabalho mais motivado, de acordo com a sua personalidade. “Com base na afinidade e perfil profissional, irão ser criados os grupamentos especializados, nas áreas de patrulhamento escolar e comunitário, meio ambiente, grupos de risco e vulneráveis, grupos táticos de resposta rápida e inteligência aplicada a segurança pública”, revela.

A GCM iniciou as atividades em Bento com 18 agentes, em 2019. Com o passar dos anos, alguns deixaram a corporação, reduzindo o número para 14. Esse efetivo se divide em atividades de administração, externa e gestão. A partir dos 26 recém-chegados, a quantidade de agentes irá subir para 40. “Mesmo com esse salto de recursos, ainda se prevê lacunas a serem preenchidas, havendo espaço para uma nova expansão nos próximos anos”, pontua Carvalho.

Fonte: Semanário