UFRGS confirma instalação de extensão em Farroupilha

Na próxima segunda-feira, 27, Farroupilha participará efetivamente de mais um momento histórico para Serra Gaúcha. Na data, a Prefeitura e Universidade

Na próxima segunda-feira, 27, Farroupilha participará efetivamente de mais um momento histórico para Serra Gaúcha. Na data, a Prefeitura e Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) assinarão um Protocolo de Intenções para a implementação física e operacionalização do Escritório de Inovação do Parque Tecnológico Zenit/UFRGS no município.

    O ato, que contará com diversas autoridades, incluindo a AMESNE, ocorrerá às 10h30, em frente ao terreno destinado pela Prefeitura ao projeto, no bairro Cinquentenário. “A serra se mobiliza há décadas para a implantação de uma Universidade Federal e mais recentemente para um campus da UFRGS na região. Em 2017, assinamos um protocolo de cooperação para a conjugação de esforços e agora, dois anos depois, comemoramos essa grande conquista”, destaca o Prefeito Claiton Gonçalves.

    O Parque Zenit é um expoente dos conhecimentos gerados na UFRGS, uma das instituições de ensino superior mais conceituadas do Brasil, enquanto Farroupilha está na vanguarda de iniciativas em prol de um desenvolvimento local rápido e sustentável. A união entre o know-how do Parque e o potencial do empreendedorismo inovador na Serra Gaúcha é uma grande oportunidade para a geração de riqueza, desenvolvimento e bem-estar social.

    O polo de inovação e empreendedorismo é uma vitória para todas as cidades da região serrana, pois se traduz em renda e oportunidades de emprego para a população, além de fomentar o desenvolvimento socioeconômico.

 

SAIBA MAIS

Farroupilha: inovação e empreendedorismo

 

Farroupilha se destaca na promoção do empreendedorismo, por meio de iniciativas que buscam a remoção de obstáculos para quem deseja abrir novos negócios. Essa valorização fez com que fossem gerados 619 empregos no primeiro quadrimestre de 2018, 62% a mais do que no mesmo período de 2017.

Outros indicadores-chave também apresentaram evolução relevante. Em 2018, foram abertas 2.617 empresas e até maio de 2019 já foram 438 novas empresas. Da mesma forma, dados do primeiro quadrimestre de 2018 apontam que 94,4% dos alvarás para novas empresas são emitidos em até 12h e os outros 5,6% são emitidos em até dois dias.

Fica evidente a importância que Farroupilha atribui ao empreendedorismo e a ênfase que o município dispensa à inovação em seus processos, tornando mais ágil a tramitação dos mesmos e permitindo que as empresas abram as portas logo após o início de sua formalização.

 “Até agora apresentamos todos os passos para oferecer agilidade e honestidade para quem quer empreender. E esse trabalho continua. Ainda queremos oferecer um atendimento por meio da internet, onde o contribuinte possa resolver diversas questões, inclusive iniciar um processo de abertura de empresa pelo smartphone ou computador”, conclui.

 

Escritório de Inovação Zenit/UFRGS

 

O Escritório de Inovação centralizará e coordenará ações de fomento à educação empreendedora e criação de novos negócios inovadores. Mediante às melhores práticas desenvolvidas na academia e validadas pelo mercado, o Escritório buscará meios para proporcionar oportunidades de qualificação à população local, com foco na adoção, pelos cidadãos, de uma postura empreendedora frente aos desafios de suas atividades profissionais e habilitando-os a criarem novos negócios com potencial inovador para fomentar o desenvolvimento do município.

 

Primeira fase: Desenvolvimento do portfólio de serviços

Na primeira etapa será desenvolvido o portfólio de serviços, que poderá ser operacionalizado tão logo o projeto seja aprovado. Para tanto, as ações de educação empreendedora, gestão da inovação e inovação aberta (através da conexão de empresas com laboratórios tecnológicos) serão realizadas em regime de projeto-piloto, com o propósito de sensibilizar e validar estas ações junto à população.

Apesar da necessidade de infraestrutura própria, em um primeiro momento, a execução de determinadas iniciativas é primordial para que se melhor adeque as ações ao contexto local e se valide as propostas junto aos públicos interessados.

 

Segunda fase: Implantação da Estrutura Física

Já a segunda etapa se refere à implantação da infraestrutura física do Escritório de Inovação, indispensável à realização de serviços como incubação. Nesta fase serão realizados levantamentos e estudos preliminares, movimentações de terra, infraestrutura básica e construção de três edificações no terreno cedido pelo Município. A UFRGS, por sua vez, negociará o terreno que possui em Farroupilha em troca da construção das edificações. Projeta-se que o prazo da obra, desde o planejamento até sua execução, totalize 30 meses. 

       

Parque Zenit/UFRGS

 

O Parque Científico e Tecnológico da UFRGS (Zenit) conta com programas de capacitação, incubação, aceleração, conexão e internacionalização. Com cinco anos de existência, tem 37 startups em seu portfólio, divididas entre três de suas incubadoras, nos setores de informática, biotecnologia, engenharia, química, física, agroindústria e empreendimentos sociais.

Em seu recém lançado programa de aceleração de novos negócios, já atendeu 12 empresas; por sua vez, seu programa de gestão da inovação, implementado a partir da metodologia Rota da Inovação, capacitou 82 empresas e seus respectivos empreendedores.

Além disso, recebeu mais de 1.000 pessoas nas oficinas e workshops de empreendedorismo e inovação, promoveu duas edições do App Challenge (maratona de desenvolvimento de aplicativos), organizou o 100 Open Startups (evento nacional de inovação) e vem apoiando outros diversos eventos relevantes do ecossistema de empreendedorismo e inovação – tais como a Maratona de Empreendedorismo, o Desafio Empreendedor e a Summer & Winter School.

O Parque Zenit ainda tem ampliado sua inserção internacional, através de cooperações com outros parques científicos e tecnológicos e a concretização de parcerias para intercâmbio de empreendedores e estudantes da UFRGS, bem como a recepção de alunos estrangeiros, visando a troca de conhecimentos e qualificação dos profissionais e alunos de sua rede.