Geral

Mais um passo para a duplicação da 470 entre Bento e Carlos Barbosa

O Governo Federal confirmou a criação de processos para duplicação da BR-470 entre Bento Gonçalves e Carlos Barbosa, e da implantação de pavimentação entre Barretos e André da Rocha. A informação foi divulgada pelo presidente da Frente Parlamentar Mista pela Conclusão da BR 470, deputado Ronaldo Santini (PTB) e do vice-presidente, deputado federal Lucas Redecker (PSDB).

Isto porque foi concluído o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental – EVTEA – por parte do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes). A próxima etapa é o projeto de engenharia.

Além desta rodovia, o mesmo procedimento está garantido para a BR-285, também através de uma Frente Parlamentar que foi criada, que abrange o trecho de São José dos Ausentes (RS) a Araranguá, no litoral de Santa Catarina.

O trabalho dos deputados federais conta com o apoio e mobilização da Amesne (Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste) e CICs Serra (Associação das Entidades Representativas da Classe Empresarial da Serra Gaúcha).

BR 470 e BR 285

A BR-470 é uma rodovia de pista simples e uma das principais vias de acesso ao Porto de Itajaí (SC) e ao Aeroporto de Navegantes (SC). Apresenta trechos sinuosos e mal sinalizados em Santa Catarina, além de áreas não-pavimentadas ou inexistentes no Rio Grande do Sul.

A BR-285 tem início em Araranguá, atravessa a serra e o planalto gaúchos, com extensão de aproximadamente 674,5 quilômetros, passando por cidades como Vacaria, Lagoa Vermelha, Gentil, Água Santa, Passo Fundo, Carazinho, Ijuí e São Luiz Gonzaga, e termina em São Borja, na fronteira com a Argentina.

O trajeto entre Vacaria e Araranguá, além de ser realizado em trecho de serra e com baixa infraestrutura viária, ainda tem um trecho não-asfaltado entre as cidades de São José dos Ausentes e Timbé do Sul, o que torna este trecho pouco trafegado.

Com informações da Rádio Difusora.