Protásio Alves terá o Parque da Imigração Italiana

A maior obra de Protásio Alves terá também escultura vinda da Itália

A administração municipal anuncia que a maior obra do município está em andamento: são 10.600 metros quadrados de área em frente à Prefeitura. 
O projeto do espaço, conforme explica a arquiteta Camila Girardi Pocai, foi concebido como um olhar para a origem. Por isso, a ligação com o padre Antonio Serraglia, cuja imagem estará no ponto central da área e ainda o mapa do século XX com o nome de todas famílias que ocuparam as terras. 
O parque, obra estimada em R$ 1,5 milhão, será o marco da história, cultura, passado, presente e futuro de Protásio Alves. 
O reconhecimento ao legado de trabalho, vivência e superação dos que construíram o município. Um local para encontros, vivências e descobertas. Um presente à população e aos visitantes.
Para o prefeito José Spanhol, a obra é, acima de tudo, o reconhecimento aos primeiros que chegarem no município. Ele mesmo pesquisou os nomes para que constem no parque da Imigração Italiana para conhecimento de todos. 
A obra deverá estar concluída em seis meses ou um pouco mais, dependendo das condições climáticas.

A escultura do padre Serraglia 
A imagem do padre scalabriniano, Antonio Serraglia, está sendo esculpida pelo artista italiano Beppino Lorenzet. Ela é um presente da cidade Seren Del Grappa (Beluno).

Revitalização
A estrutura que está na área será mantida, assim como a vegetação. No entanto, para tornar o espaço ainda melhor, haverá revitalização. O objetivo é inovar e preservar oferecendo sempre o melhor para todos.