Boatos sobre ataques a escolas assustam estudantes de Nova Prata

A Brigada Militar intensificou a segurança na porta das instituições nesta quinta-feira

Boatos e falsas mensagens nas redes sociais relatando que haveria um massacre em escolas de Nova Prata, na Serra gaúcha, causaram temor em estudantes, professores e na comunidade na manhã desta quinta-feira. O sargento Elói Canalli, comandante do 1º e 2º Pelotão da 2ª Companhia da Brigada Militar (BM), disse que a BM se mobilizou desde a madrugada, quando recebeu a informação por meio do serviço de inteligência da corporação e colocou guarnições na entrada de oito escolas, como forma de tranquilizar alunos, pais, professores e funcionários.  

A BM manterá viaturas e soldados durante todo o dia nessas instituições de ensino. A polícia Civil também está investigando a procedência da informação falsa. Apesar do boato, todas as escolas estão tendo aula hoje.

Em nota oficial, o Colégio Aparecida informou que foi surpreendido com a notícia que estava circulando nas redes sociais sobre um suposto atentado em uma escola do município. Ainda segundo a nota, pelas informações, trata-se de uma imagem antiga e a postagem seria falsa. Mesmo assim, a escola disse estar alerta, juntamente com as demais escolas do município. Pede também que os pais tranqüilizem seus filhos e os oriente sobre as responsabilidades e conseqüências do uso das redes sociais.

Escolas de Porto Alegre e de outros municípios do Estado também receberam mensagens semelhantes. 

Com informações do Jornal Correio do Povo