EMEI Quintal das Crianças, em Vila Flores, já está em funcionamento

A nova escola de Educação Infantil, EMEI Quintal das Crianças, já está em operação e iniciou suas atividades no dia

A nova escola de Educação Infantil, EMEI Quintal das Crianças, já está em operação e iniciou suas atividades no dia 07 de fevereiro, em Vila Flores. A cerimônia de inauguração da instituição, localizada no bairro Solivo, ocorreu no dia 4 de fevereiro, contando com a presença das autoridades municipais, equipes diretivas das escolas vilaflorenses, bem como professores e colaboradores da nova instituição e servidores públicos. Ao final da solenidade, foi realizado um coquetel comemorativo. A obra havia sido iniciada em 2014.

Estiveram presentes o prefeito Evandro Brandalise e a primeira-dama Deisi Bristot; o vice-prefeito Agenor Galli e a esposa, Isabel Galli; os vereadores Luiz Felipe Borsoi, Delmar Luchesi, Valdemir Christianetti, Juliander Morello e Marcelo Bergamin; os secretários municipais Luiz Antonio Carnevalli, Cléia Peruzzo e Márcio Fiori; as diretoras da EMEI Quintal das Crianças, Camila Daros e Kamille Colla Orso; representantes da Secretaria de Educação de Fagundes Varela e Cotiporã; além de outras autoridades civis.

Em seu pronunciamento, a secretária de Educação, Cleia Peruzzo, ressaltou a luta em atingir a meta de inaugurar a instituição em 2022, mesmo com tanto trabalho a se fazer. Ela parabenizou a todos os envolvidos que trabalharam sem descanso para a construção da instituição. Já o prefeito evocou o princípio da escola, que deve ser uma segunda casa, com uma estrutura física de ponta e ser um ambiente acolhedor. Ele também afirmou que é uma honra poder entregar esta obra tão reivindicada pela população, pronta para seu uso pelos pequenos. Ao final, o frei Ivo Zoraski deu sua bênção, para prosperidade da escola. A direção da escola, junto com o prefeito e o vice, realizaram o plantio de uma cerejeira, sendo a árvore símbolo do início de uma nova era.

A nomenclatura surge atrelada a uma concepção de ensino infantil, pensada nos cenários contemporâneos de educação para e com crianças. Dentre as inspirações teóricas pretendidas, destaca-se Loris Malaguzzi, pedagogo e professor italiano, criador da abordagem Reggio Emilia, que reconstruiu uma comunidade devastada pela guerra e que com o apoio das famílias locais, concluiu que “tudo sobre as crianças e para as crianças somente pode ser aprendido com as crianças”. Vem daí a concepção de uma prática baseada na coletividade e na ideia de que os alunos são capazes de conduzir a própria aprendizagem.

A expressão italiana “cortile di Bambini”, ou, Quintal das Crianças, exalta o brincar livre, a escola de chão, a infância de direitos respeitados e de autonomia construída. O trabalho com a arte e com a natureza cada vez mais presente, desde a simplicidade do brinquedo desconstruído, até as expressivas criações que surgem, quando pequenas mãozinhas modelam o barro.

Enfim, intenciona-se uma escola de crianças protagonistas, que diariamente possam experimentar, explorar, criar e construir, no seu próprio quintal, no seu próprio tempo.