Entidades de Nova Prata pretendem revitalizar praça que terá jardim sensorial

Transformar a Praça Cinquentenário, localizada no Loteamento Toaldo, em Nova Prata, em um local inclusivo que gere sentimentos de pertencimento

Transformar a Praça Cinquentenário, localizada no Loteamento Toaldo, em Nova Prata, em um local inclusivo que gere sentimentos de pertencimento é o objetivo do Instituto Círculo TEAmo, entidade que atua em prol às pessoas portadoras do transtorno do espectro autista (TEA) ou autismo.

A Praça Centenário, que existe desde a década de 1970, é um espaço com ampla arborização, de fácil acesso e com iluminação natural, porém está sem receber os cuidados necessários.

O espaço foi concedido ao Bailado Gaúcho em 2016, pelo prazo de 30 anos e, que, após a explanação do projeto do Círculo TEAmo, concedeu a subcessão do direito de uso através de Termo de Cooperação. Nas definições, o Instituto se comprometeu a efetivar a revitalização da Praça Cinquentenário com a implantação de um projeto específico de jardim sensorial e colocação de equipamentos adaptados.

Jonatas Aiolfi, que reside próximo à Praça Cinquentenária e voluntário do TEAmo, iniciou a mobilização dos vizinhos que assinaram um abaixo-assinado se comprometendo a auxiliarem na manutenção do espaço.

– A parceria entre o Bailado Gaúcho, o Círculo TEAmo e a comunidade foi o primeiro passo para darmos início ao nosso projeto. Porém, precisamos do apoio financeiro de empresas, instituições e da comunidade para transformarmos a praça em um local de acolhimento e que possa ser desfrutado por todos, principalmente, pelas pessoas que precisam de um lugar especialmente projetado para elas – comenta Jonatas.

Recanto de ervas e temperos; brinquedos acessíveis; caminho sensorial; espaços de descanso;

academia ao ar livre; e horta comunitária são alguns dos diferenciais do projeto de revitalização da Praça Cinquentenária.

Para a presidente do Instituto Círculo TEAmo, Marli Gazzoni, o projeto de revitalização é um sonho para as famílias e os profissionais que convivem com pessoas portadoras do transtorno do espectro autista (TEA) ou autismo.

– O projeto, elaborado pela arquiteta voluntária Karine Lampert, prevê o único espaço da região com o máximo de inclusão que resultará em inúmeros benefícios a todos – comenta Marli.

Para viabilizar o projeto de revitalização, o Instituto Círculo TEAmo está buscando patrocínios. O orçamento para a revitalização está previsto em R$ 156 mil e há várias opções de cotas.

Mais informações com Marli, através do fone (54) 99100.4477, e com Jonatas (31)9854.3762.

fonte: Radio Studio