Saiba quais alterações o Ministério Público quer encaminhar em projeto de túnel de Bento Gonçalves

O Ministério Público do estado em Bento Gonçalves pretende construir, em audiência marcada para o dia 9 de junho, alternativas

O Ministério Público do estado em Bento Gonçalves pretende construir, em audiência marcada para o dia 9 de junho, alternativas para adequar o projeto original do Túnel São João, que está sendo construído na interseção da Rodovia BR-470 com a Rua Alvi Azul e a Rodovia RS-444, às necessidades de tráfego apontadas por um parecer técnico da Unidade de Assessoramento Ambiental do MP, assinado em maio pelo engenheiro civil Léo Jaime Zandonai. O MP solicitou à empresa Galmarc Consultoria, responsável pelo projeto, que detalhe quais alterações seriam necessárias e que ainda seriam possíveis de serem realizadas para permitir o trânsito de caminhões de cinco e seis eixos, e esclarecer a “questão da manobra em ‘X’ no acesso ao posto de combustíveis”, indicando modificações no desenho que “tornem a circulação mais segura, com melhor direcionamento e organização dos fluxos de acesso e saída do posto”.

De acordo com o estudo do MP, apesar do projeto estar em conformidade com as normas, ele “aparentemente não atende às necessidades do local, pois não comporta todas as tipologias de veículos” que trafegam pelo local. A análise verificou que o projeto do túnel não comporta todos os tipos de veículos utilizados pelas empresas transportadoras, e não atendem mesmo veículos com permissão para trafegar na rodovia federal, como caminhões de cinco e seis eixos, com comprimentos de até 18,6 metros, que são responsáveis pelo maior movimento de transporte de cargas na região. As normas técnicas do Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT) impedem a circulação de caminhões maiores que 19,8 metros na rodovia federal. Mesmo que alguns veículos com essa característica trafeguem na rodovia, o laudo do engenheiro do MP indica que não há “espaço físico disponível nos entornos da obra para alterações” que permitam o trânsito desses veículos.

fonte: Leouve