Silos secadores e armazenadores de grãos ganham espaço em Fagundes Varela

A Emater/RS-Ascar vem estimulando os agricultores familiares de Fagundes Varela a implantarem silos de alvenaria para secagem de grãos nas

A Emater/RS-Ascar vem estimulando os agricultores familiares de Fagundes Varela a implantarem silos de alvenaria para secagem de grãos nas propriedades rurais. O objetivo é proporcionar uma solução simples e de baixo custo aos agricultores, mantendo a qualidade dos grãos e diminuindo as perdas quantitativas, com resultados favoráveis em termos de rentabilidade.

Neste ano, as famílias de Edemar Lazzari e Glenir Testa, participantes do Programa Gestão Sustentável da Agricultura Familiar, da Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, investiram na construção de dois silos, com capacidade de armazenagem de 150 toneladas de grãos. A construção das unidades armazenadoras contempla parte das atividades planejadas com as famílias. A equipe local da Emater/RS-Ascar, com o auxílio do assistente técnico regional, João Villa, é responsável pela formatação do projeto técnico e acompanhamento da construção, com visita à propriedade para escolha do melhor local de implantação, fluxo do silo, elaboração do projeto técnico (dimensões do silo, ventilador) e encaminhamento para financiamento.

Há ainda outras propriedades que estão recebendo visitas e tendo projetos elaborados. Os investimentos foram encaminhados através do Programa Mais Alimentos, beneficiando agricultores que se enquadram no Pronaf. Agora, com o novo Plano Safra, a expectativa é de que estas famílias que já têm os projetos elaborados possam dar os demais encaminhamentos para efetivar a construção.

Para Taciana Marchesini, engenheira agrônoma da Emater/RS-Ascar no Escritório de Fagundes Varela, entre as vantagens dos silos secadores estão a manutenção da qualidade do grão, por ter secagem no ar ambiente, sem queimar o amido do grão e mantendo os nutrientes para ração; garantia de uma maior autonomia aos produtores, reduzindo despesas com secagem e armazenagem fora da propriedade; agregação de valor na transformação do grão em ração, através do processamento de leite/carne; além de um aumento da diversificação de renda, possibilitando a venda do excedente, ou para consumo da propriedade.

Além da construção e secagem dos grãos, o manejo do silo é de fundamental importância, pois o controle de temperatura e umidade são fatores determinantes para garantir a qualidade do grão depois de colhido. Para contribuir com o manejo dos silos e auxiliar os agricultores, o poder público municipal, através da Secretaria de Agropecuária, adquiriu um equipamento para medir a umidade dos grãos. “Estamos disponibilizando mais um serviço para atender o produtor. A agricultura é o setor prioritário do município e temos o compromisso de auxiliar para que todo agricultor de Fagundes Varela tenha condições de crescer e ser sustentável nas atividades desenvolvidas na propriedade”, diz a prefeita de Fagundes Varela, Claúdia Moreschi Tomé. Esse medidor foi cedido ao Escritório da Emater/RS-Ascar do município, que será responsável pela execução deste serviço.