Vila Flores aborda o tema “reinventar-se”, com o comércio local

O distanciamento social causado pela pandemia mundial do coronavírus (Covid-19) mudou muitos os hábitos da população e mexeu com a

O distanciamento social causado pela pandemia mundial do coronavírus (Covid-19) mudou muitos os hábitos da população e mexeu com a economia. Com novas regras no dia a dia, o contato com os clientes mudou e os comerciantes precisaram se adaptar. Seguindo na série de matérias sobre como a pandemia tem afetado as rotinas de diferentes grupos/setores, a Administração Municipal de Vila Flores aborda o tema com o comércio local.

A comerciante Neide Costella trabalha no comércio desde 1986. Há 25 anos tem seu próprio negócio em Vila Flores e há cinco anos também em Veranópolis, no segmento de calçados e confecção. Segundo ela, o mês de março, quando iniciou o período de quarentena no Brasil e as lojas foram fechadas, o impacto foi de grandes em termos econômicos.

Nos meses de abril e maio, com a flexibilização e retorno de algumas atividades, os negócios foram melhores. Porém, a empreendedora conta que foram buscadas alternativas para aumentar as vendas. “Para minimizar os prejuízos tivemos que nos reinventar e ampliar nosso atendimento utilizando mais as redes sociais, como Facebook, Whatsapp, Instagram, e o sistema de condicional aumentou muito, devido aos clientes não poderem provar as roupas e calçados na loja”, relata.

Para o administrador Ladair Pessutto, que trabalha no comércio há 14 anos, sendo cinco anos no agro negócio, em uma situação como a atual as pessoas acabam comprando apenas se for necessário mesmo, postergando maiores investimentos para quando tudo se normalizar. Com isso, precisaram investir em novas formas de alcançar os clientes. “Iniciamos por três meses propaganda na mídia e a outra ação, que estará circulando na última semana do mês de Junho, é um folder que será enviado via mala direta pelo Correio, para todas as famílias localizadas na zona urbana e rural de Vila Flores. Também enviamos promoções via Whatsapp, para os contatos cadastrados.”, descreve. Ele alega que a ideia é que as pessoas se dirijam até a loja ou façam contato via telefone ou Whatsapp.

Trabalhando no ramo da construção civil (materiais de construções), a comerciante Cleusa Canevese afirma que o setor vivia um aquecimento, parecia um cenário perfeito com taxas de juros em declínio e a atividade econômica se recuperando. “A expectativa de crescimento ficou impactada a partir do evento da pandemia, surgindo a incerteza e a desconfiança por parte dos consumidores, o que é normal no cenário econômico atual. Numa tomada geral, nosso segmento não foi um dos mais afetados.”, avalia ela, que há 16 anos atua no comércio.

Segundo Cleusa, o ramo de atividade limita um pouco na questão de buscar formas para aumentar ou manter volumes de vendas, pois tudo depende do que o mercado demanda. “Até pensamos em criar alguma plataforma ou página de vendas via site, mas até agora é só uma ideia. A grande maioria dos nossos clientes ainda prefere o atendimento presencial”, comenta.

A presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Vila Flores, Rosiane Galli, destaca que, como forma de auxiliar o setor, a entidade está diretamente ligada ao Poder Público. A parceria visa o esclarecimento de dúvidas e orientações, a fim de guiar os associados a cumprir todas as exigências para o combate ao Covid-19.

Segundo ela, em meio a tantas dificuldades que o atual cenário apresenta, os associados, em especial os comerciantes, têm lutado todos os dias para manter suas empresas operantes através de várias medidas como, vendas online, atendimento com horário individualizado e marcado, entrega de mercadorias sem custo, entre outras. “Podemos dizer que, infelizmente algum impacto negativo nas vendas irá ocorrer, mas todos estão desempenhando medidas para amenizar a situação”, ressalta.

Uma das medidas que a entidade já está organizando para incentivar o consumo no comércio local é o lançamento da campanha de final de ano. “Nosso intuito com o Show de Prêmios 2020 é alavancar as vendas de nossos associados, minimizando a queda devido à pandemia”, explica a presidente da CDL. Também com o intuito de fomentar os negócios locais, a Administração Municipal de Vila Flores, através da Secretaria de Agricultura, Indústria, Comércio e Turismo, realiza a Campanha Troca Nota, anualmente. Neste ano já estão previstos os dois sorteios, com prêmios diversos, e as datas serão divulgadas em breve.

 

Fonte: Prefeitura de Vila Flores