Como está a pandemia ao redor do mundo?

Matéria exclusiva da versão impressa do Jornal O Estafeta dessa semana

Após 15 meses de pandemia, o mundo corre contra o tempo para vacinar a população o mais rapidamente possível para, enfim, conseguir conter a disseminação do novo coronavírus. Porém, quando tudo começou, mais do que dificuldades sanitárias passaram a se fazer presentes no dia a dia das pessoas.

Muitos países vivenciaram um pesadelo logo nos primeiros meses de 2020. Na Itália, por exemplo, o carro da polícia circulou pelas ruas com a sirene e o megafone dizendo para ninguém sair de casa. Na Inglaterra, um lockdown inicial assustou a população, que teve sua vida repentinamente alterada.

Nossa reportagem conversou com algumas pessoas naturais da região que hoje moram no exterior e que nos contaram um pouco sobre o dia a dia do país em que residem. Confira os relatos de lembrança e esperança:

Gizely Dall'Agnol, natural de Veranópolis, 42 anos, mora em Rotzo, nas montanhas da província de Vicenza, estado do Veneto, há 4 anos.

O início foi chocante. No início as regras eram claras: podia sair para fazer as compras extremamente necessárias somente na tua cidade, uma pessoa por família, uma vez por dia. Desde o início, existem multas e sanções que punem o não cumprimento das regras. Tinha muito controle, inicialmente.

 

Bruno Bassani, Fagundes Varela, 34 anos, residente em Londres há 15 anos.

O governo lidou com a pandemia de formas distintas de acordo com o momento vivido, baseado na ocupação de leitos. O Reino Unido está ainda saindo de um lockdown. Essa abertura está acontecendo em fases.

 

Sidimara Basso Magon, natural de Serafina Corrêa-RS, 30 anos, mora em Roma-Itália há 6 meses.

Cheguei na Itália no final de 2020, o país tinha adaptado o sistema de cores por região: vermelho, laranja e amarelo de acordo com o número de infectados por número de habitantes e número de leitos disponíveis. Mesmo após iniciar a vacinação, só em Maio o país começou a flexibilizar. 

 

Thássia Ribeiro, Veranense, 31 anos, Atlanta – GA, Residindo há 1 ano e 7 meses

Existia uma falta de coordenação em relação aos protocolos adequados a serem seguidos, dependendo da fonte da informação. Houve politização da pandemia por parte do Presidente, na época Donald Trump, e governadores dos Estados. No final de dezembro de 2020 iniciou a vacinação contra COVID-19 nos Estados Unidos. 

 

Quer conhecer mais detalhes da vivência dessas pessoas? Qual a realidade que enfrentam atualmente?

Então leia a reportagem exclusiva e completa na versão impressa do Jornal O Estafeta que circula pela região nesta quarta-feira, dia 02 de junho

Adquira seu exemplar nas bancas, entre elas:

– Frassul

– Frutimar

– Farmácia Vêneto

– Santa Clara

– Mercado Medianeira

Ou entre em contato pelos telefones 3441-4767 ou (54) 99693-4767 que nós levamos o jornal até você!