De Carli alerta para possíveis medidas restritivas se casos de Covid continuarem crescendo

O prefeito de Veranópolis, Waldemar De Carli, juntamente com a secretária da Saúde, Vanessa Calioni Bordignon, divulgou algumas possíveis medidas

O prefeito de Veranópolis, Waldemar De Carli, juntamente com a secretária da Saúde, Vanessa Calioni Bordignon, divulgou algumas possíveis medidas que podem ser tomadas frente ao aumento considerável no número de casos de Covid-19 no município. Em entrevistas a veículos de comunicação da cidade, De Carli reforçou que as pessoas precisam se cuidar. “Não é o momento, de novo [de se reunir]. O problema é o colapso do sistema de saúde. Nós não temos mais pessoal para atender a demanda”, frisa.

Ele ressalta que podem ser retomada medidas restritivas se não houver colaboração dos munícipes. “Ou as pessoas começam a se cuidar; o comércio tem atenção, não deixa ninguém entrar sem máscara, os bares tenham muita atenção de não aglomerar muita gente dentro do bar. Ou vamos começar a fechar tudo de novo. Não porque as pessoas estão mal, mas pelo colapso do sistema de saúde. Nós podemos fazer medidas restritivas a partir da segunda-feira da semana que vem. Ou vamos largar a boiada, não vamos mais fazer testes, quem estiver gripado fica em casa sete dias e volta a trabalhar, sem saber se pegou Covid, e vai ter pouco atendimento médico”, destaca o prefeito, classificando o momento como muito delicado.

Para Vanessa, a falta de cuidado das pessoas, principalmente quem tem o resultado positivo, tem contribuído para o crescimento expressivo de casos. “Está disseminando porque as pessoas não estão cumprindo o isolamento. Pedimos que as pessoas realmente doentes busquem o atendimento, quem acordar com dor de garganta tenha calma antes de ir para o serviço, observe um pouquinho”, orienta.