Delegado avalia prejuízo de meio milhão de reais para facção após apreensão de drogas

Nesta semana, em cerca de 48 horas, foram registradas prisões, apreensões de drogas e arma, em Veranópolis. As drogas foram

Nesta semana, em cerca de 48 horas, foram registradas prisões, apreensões de drogas e arma, em Veranópolis. As drogas foram apreendidas, em duas ocasiões, sendo uma com prisão em flagrante, na Comunidade de Monte Bérico, no interior do município. Outra prisão e a apreensão da arma, foram no bairro São Francisco. No final da manhã desta sexta-feira, dia 14, o delegado Álvaro Luiz Pacheco Becker reuniu a imprensa, na Delegacia de Polícia Civil de Veranópolis, para tratar sobre o trabalho realizado nesta semana. “Um prejuízo estimado em, mais ou menos, meio milhão de reais para a facção, porque essa droga fracionada daria em torno de sete a oito mil buchas de cocaína e mais em torno de quatro mil buchas de crack, isso é um prejuízo grande para eles”, descreve.

Becker ressalta o trabalho em equipe pelos órgãos de segurança. “A Brigada está de parabéns pelo serviço que fez e nós [Polícia Civil] fizemos a nossa parte. Está agora sendo investigada a procedência dessa droga e a ligação dessa mulher, com seu companheiro, que está em regime prisional em Nova Prata, bem como aonde eles iriam distribuir toda essa droga. Tudo isso vai ser feito pela Delegacia de Veranópolis, o pessoal da investigação vai fazer esse levantamento e vai, nas próximas semanas, informar a vocês aonde essa droga ia ser distribuída e de que forma, se em tijolos ou fracionada”, detalha o delegado.

Sobre a apreensão de uma arma e prisão de um suspeito, ele explica que será investigada a participação dele em outros crimes. “Além de tiros, ele portava uma arma que, mesmo não estando em situação de furto não era dele. Ele está sendo preso pelo porte e pelos disparos e vai ser investigado pela sua participação em alguns furtos que estão sendo investigados pela delegacia, que não são furtos comuns, inclusive o material apreendido na casa dele faz ligação dele com esses furtos. Uma prisão feita pela BM e nos cabe completar o seu trabalho mantendo esses indivíduos presos, junto com a Justiça. Nossa expectativa é que permaneçam presos para que a sociedade tenha um pouco mais de tranquilidade e a gente possa ir, aos poucos, tirando de circulação todos esses indivíduos que são nocivos à sociedade”, destaca.

Sobre a possibilidade de, tendo uma facção tido essas perdas significativas, que haja algum confronto com outra organização criminosa, o delegado acredita que, neste momento, não. “O momento não é propício para confronto, mesmo deles. Isso a gente espera que não ocorra para que não venha acontecer novas mortes no município, como foi no ano passado. A gente espera que consiga sempre estar um passo à frente deles e ir os retirando do meio social antes que aconteçam fatos como ocorreu no passado”, avalia. A questão de as drogas terem sido apreendidas no interior do município, é uma tendência que tem sido percebida nos últimos tempos. “Eles estão criando células em cidades de menor porte para que eles consigam fracionar em diversas regiões e não ter um prejuízo muito grande”, relata o delegado.

Becker reforça a importância de a população denunciar se observar qualquer fato estranho. “Temos certeza que as pessoas tem que dar informação sempre que houver movimentação estranha em cada casa do interior, em cada local. Gente chegando, famílias, porque eles usam muitas vezes essa artimanha de alugar uma casa e vão um casal com filhos, mas não trabalham, não fazem nada. Então, a população tem que ficar de olho e comunicar para que as autoridades tomem as devidas providências”, indica. As denúncias podem ser feitas pelo número da Brigada Militar, pelo 190, ou também pelo 197, que é o canal de denúncias da Polícia Civil. “As pessoas são preservadas, suas identidades não são divulgadas e nós queremos é isso, que a informação chegue para nós e possamos tirar de circulação cada indivíduo suspeito sem prejudicar aquele que vai nos dar a informação. Quem der a informação não será identificado, nem chamado na delegacia e vamos prestar um bom serviço para a comunidade e geral”, finaliza.

 

Ocorrências:

Na noite de quarta-feira, dia 12, uma guarnição da Brigada Militar recebeu informação de um veículo suspeito na rodovia BR 470. Ao chegar no local foi avistado um veículo Fiat/Stilo saindo de um sítio, ao tentar abordar o veículo o condutor dispensou invólucros transparentes numa plantação, sendo abordado na área central da cidade de Veranópolis. O veículo era conduzido por uma mulher de 25 anos. Conforme o delegado, ela seria companheira de um dos gerentes da facção Os Aberto, da região, o qual está preso em Nova Prata.

A guarnição retornou no local, sendo encontrado aproximadamente um quilo de cocaína já fracionada, pronta para entrega, balança de precisão e material para fracionar a droga. O veículo foi recolhido ao guincho. Foi dado voz de prisão por tráfico, e encaminhada para a Delegacia, onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante. Posteriormente foi levada ao Presídio Estadual de Nova Prata.

Já na quinta-feira, dia 13, por volta das 13h30, durante ações de combate ao tráfico de drogas e homicídios no município de Veranópolis, a Brigada Militar realizou a apreensão de mais de cinco quilos de drogas, também na comunidade de Monte Bérico.

A apreensão ocorreu depois de novas informações recebidas, sendo localizados três tijolos de cocaína pesando 3,071 quilogramas, dois tijolos de crack pesando 2,035 quilogramas, ilícitos esses que estavam em um sítio utilizado para armazenar, fracionar e distribuir entorpecentes. O material foi apreendido e encaminhado à Delegacia de Polícia de Veranópolis para o registro da ocorrência.

Ainda na quinta-feira, à noite, a Brigada Militar recebeu diversas ligações que teria um indivíduo realizando disparos de arma de fogo em residência no bairro São Francisco. Ao chegar ao local os polícias constataram que o suspeito estava no interior da casa totalmente alterado e portando uma arma de fogo. A residência foi cercada e após intensa negociação para que ele se entregasse e com a chegada de apoio de outras guarnições, foi feita a entrada na residência e efetuada a prisão do criminoso.

Durante as buscas no imóvel foi apreendido: um revólver Cal 38; uma cápsula deflagrada Cal 38; três cartuchos Cal 38 com espoleta percutida; R$1.934 em moeda corrente; três telefones celulares e um DVR. O suspeito, que possui envolvimento com facções criminosas e estava cumprindo pena com tornozeleira eletrônica, foi preso e encaminhado até a DPPA de Bento Gonçalves para lavratura do auto de prisão em flagrante e logo após conduzido novamente ao sistema prisional.