Veranópolis Inspira: João Salla: sonhos, talento e superação

Desde pequeno demonstrava paixão pelo esporte

João Vitor Salla Vivan é filho de Clara Maria Salla e Eliseu Vivan, irmão de Ana Carolina Salla Vivan. Nas-ceu no dia 31 de maio de 1996 e hoje tem 22 anos. Atualmente, reside em Carlos Barbosa, onde defende a equipe da ACBF pelo sétimo ano consecutivo. João sempre jogou na posição de fixo, mas demonstra muita habilidade e fome de gol, os números comprovam isto. Desde muito pequeno já demonstrava ser apaixonado pelo futebol. Iniciou sua paixão na escolinha do colégio e, depois de lá, ingressou na AAV, passando nesse meio tempo pelo futebol de campo em times como o Grêmio e Juventude. Também se arriscou no Ipiranga, de Veranópolis, onde intercalava os estudos com diversos treinos de futsal e campo. Com o passar dos anos, João foi demonstrando toda sua paixão pelo futsal, deixando de vez o campo de lado para se dedicar ao que mais amava. Foi aí que, em 2013, foi selecionado em um teste para integrar as categorias de base da ACBF. O curioso dessa história é que João, no ano anterior, havia participado do famoso peneirão, tendo sido reprovado naquele ano, e a irmã Ana Carolina, acreditando que João tinha potencial para chegar onde queria, o inscreveu no novo teste de surpresa, apenas o comunicando sobre as datas que deveria estar em Carlos Barbosa. Eis que deu certo! O esporte é exatamente isso: um dia tudo parece dar errado e no outro dia volta a dar certo, mas as coisas só acontecem com muito treino, dedicação e persistência. João sempre foi muito cobrado em casa, tanto nos estudos quanto em tudo que decidia fazer. A mãe Clara apenas concordou que o mesmo ingressasse na ACBF, se continuasse estudando, o que aconteceu, João foi aprovado no vestibular da UCS, em 2013,com 16 anos, onde por alguns anos, conseguiu conciliar o curso de Engenharia Civil, com os treinos da ACBF. João saiu de Veranópolis, com 16 anos, foi morar sozinho em Carlos Barbosa; a mãe e a irmã ficaram em Veranópolis e se viravam como podiam aqui. Faziam o possível para estar próximas do João, como faziam desde que o mesmo era muito pequeno, onde Clara organizava o transporte para acompanhá-lo em todos os jogos fora de Veranópolis. Até hoje seguem fazendo a mesma coisa, sem medir esforços para estar e torcendo por ele. Talvez isso seja um dos diferenciais do João: a família estar próxima e quer que isso sempre aconteça. Quem sempre muito apoiou João, quando vivo era seu avô, Attilio Vivan, que sempre o levava nos treinos na AAV e ficava lá assistindo até que terminasse. João sempre foi muito persistente, muito dedicado e sempre acreditou que podia cada vez mais e mais; e aos poucos foi conquistando seu espaço na ACBF. Iniciou na categoria sub 17, depois foi para a categoria sub 20, e hoje está no profissional. Nesse meio tempo, foi convocado para a Seleção Brasileira Sub 20 e também para a Seleção Brasileira Principal, onde teve a oportunidade de conhecer um de seus maiores ídolos, o mito Falcão. João tem raízes em Veranópolis, sempre que tem uma folga está aqui com a família e com seus amigos de infância. Em 2018, seu trabalho e esforço foram reconhecidos, tendo sido homenageado , pela Câmara de Vereadores da cidade, com uma “Moção de Aplauso”. O sorriso no rosto demonstra a alegria de estar onde está, nunca esquecendo daqueles que fizeram parte de sua trajetória, tendo cada um a importância pelo aprendizado que João leva consigo até hoje. Ele, com toda sua humildade, ainda quer mais, quer muito mais… Esse ano disputará a SuperCopa, Libertadores, Mundial, Gaúchão e Liga Nacional, quem sabe o desejo dele não aconteça? Ser campeão de tudo! João é sonhador, é lutador e está cheio de vida. Que neste ano de 2019 sua estrela continue brilhando, levando consigo o nome de Veranópolis para o Mundo.