Acondicionamento de lixeiras foi debatido em reunião

Na sexta-feira, dia 1º de novembro, Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, juntamente com o Conselho Municipal de Meio Ambiente

Na sexta-feira, dia 1º de novembro, Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, juntamente com o Conselho Municipal de Meio Ambiente e Setor de Fiscalização Municipal, realizou uma reunião para explicar sobre o acondicionamento das lixeiras nas vias públicas e sobre a nova Lei de Limpeza Urbana.

As lixeiras da área central serão recolocas, não se encontrarão mais em canteiros, mas sim nas ruas, no mio fio. Elas serão recolhidas, lavadas e adesivadas novamente, para colocá-las em pontos específicos da cidade. Foi destacado também que o número de lixeiras será reduzido em alguns locais, sendo que algumas quadras da área central possuem lixeiras em excesso, uma delas, por exemplo, possui sete. Tais modificações serão feitas tendo em vista a estética e os altos custos com a compra das mesmas. Também será solicitada a retirada das lixeiras de ferro que estão nos canteiros.  

Hoje o contrato mensal da coleta de lixa gera um gasto de R$ 198 mil ao mês para o município de Veranópolis. Sendo assim, destacou-se a necessidade de as pessoas preocuparem-se com a reciclagem, por exemplo. Hoje existem três associações de recicladores na Rua Rogério Galeazzi, 248, no bairro Santo Antônio. A reciclagem de resíduos sólidos gera economia para o município com a diminuição de envio de resíduos para o aterro em Minas do Leão. Além disso, vale destacar que as escolas veranenses fazem parte de projeto da ONG AMMA, em que recolhem resíduos sólidos para serem enviados à reciclagem. 

Na cidade também foram instalados três ecopontos, um deles em frente à Prefeitura, outro, em frente à Igreja Matriz, e o terceiro no pórtico. Neles, podem ser deixados plásticos, vidros e metal que receberão o destino correto. 

Ainda não há previsão de quando as lixeiras serão retiradas e lavadas, mas provavelmente será nas próximas semanas.