Grupo Escoteiro se reinventa e realiza acampamento virtual

A sede física passou a ser virtual, mas os propósitos dos escoteiros continuam os mesmos.

O movimento escoteiro também precisou se reinventar nesse momento de enfrentamento à pandemia. O Grupo Escoteiro São Luiz Gonzaga de Veranópolis criou uma sede virtual, todos os sábados, depois da suspensão das atividades presenciais, os escoteiros têm tarefas virtuais, conforme orientação dos Escoteiros do Brasil.  e neste final de semana o ramo lobinho, primeiro ramo dos escoteiros que vai dos 6,5 aos 10,5 anos de idade, fez o 1º Acantonamento virtual da Alcatéia Lobo Guará. 

 

Pedro Ezequiel Prokopow e os outros lobinhos adaptaram o acampamento

 

O acantonamento é uma espécie de acampamento realizado pelos lobinhos, que seguiram todas as atividades propostas pelos chefes, cada um de sua casa. A  interação iniciou no sábado, dia 2, por reunião ao vivo pelo Zoom Meeting, onde foi feita a cerimônia inicial e dadas as orientações. As atividades, todas embasadas no método escoteiro, foram repassadas para os grupos WhatsApp das matilhas por meio de vídeos explicativos. Os lobinhos tinham prazos para desenvolvê-las e enviá-las, dentre elas estão arrumar a mochila, responder questionários, entre outras. 

À noite, foi feita mais uma reunião virtual com os 21 lobinhos, onde foi realizada a Flor Vermelha Virtual, que é encontro ao redor de uma fogueira. A finalização foi com a tradicional Canção da Despedida e com uma emocionante mensagem da Akela Helena Fellini Sebben, escoteira mais antiga do grupo.

 

Chefe Karen Vieira durante a cerimônia final

 

 O acantonamento terminou no domingo de manhã, com um Zoom Meeting, onde foi feita uma análise da proposta e houve o  arriamento virtual da bandeira nacional. Todos os participantes receberão um certificado de participação e um distintivo especial do 1º Acantonamento Virtual, pois o momento foi de superação, onde todos, chefes e lobinhos, reinventaram-se para manter vivos os  propósitos dos escoteiros.