Novos equipamentos do Hospital Comunitário facilitam tratamento de pacientes internados por Covid-19

A pouco mais de um mês, o Hospital Comunitário São Peregrino Lazziozi, de Veranópolis, anunciava a superlotação de seus leitos

A pouco mais de um mês, o Hospital Comunitário São Peregrino Lazziozi, de Veranópolis, anunciava a superlotação de seus leitos destinados ao tratamento da Covid-19. Após passar por uma reestruturação e ser alvo de inúmeras ações de auxílio, nesta semana, dois novos equipamentos chegaram à casa de saúde para colaborar no tratamento dos pacientes internados pela doença.

Nesta terça-feira (20), o Prefeito Waldemar de Carli explicou o funcionamento dos equipamentos e avaliou a situação atual do município frente à pandemia. Os aparelhos de alto fluxo de oxigênio foram adquiridos nas últimas semanas, sendo um doado pela empresa Oleoplan e outro adquirido através das ações realizadas pelo Hospital. 

Um dos internados, utiliza o equipamento desde a noite de segunda-feira (19). “Conversei com o paciente e ele está se sentindo bem melhor. Está muito bem, torço para que o equipamento funcione e dê certo para ele, aí não vai precisar chegar à última fase de internação, que é a ventilação mecânica”, afirmou o prefeito Waldemar.

Esses equipamentos oferecem muito conforto, por não exigirem o uso de máscara facial, sendo apenas um cateter, e poderão ser utilizados inclusive após a pandemia. “O paciente que não consegue manter uma saturação adequada com a máscara, que oferece até 15 litros de oxigênio, você pode passar ele para esse aparelho e o fluxo vai subir para 30, 40, 50 litros”, explicou.

Além disso, avaliando a situação atual do município, o prefeito afirma que estamos em “estado decrescente”. Percebe que Veranópolis ainda enfrenta um período de recuperação após o estouro de casos, apresentando novas confirmações, mas está mantendo uma constância em número baixo. “A curva está diminuindo, mas a passos lentos. Também não adianta diminuir tudo de uma vez e retornar ao que estávamos a poucas semanas atrás”, salienta.

“Tudo começa com a redução do número de casos. Com ela, diminuem as hospitalizações e, obviamente, o número de pacientes que são encaminhados a tratamento intensivo. Por consequência, é menor o número de óbitos. Não há como prever, mas a tendência é que o número de óbitos caia. Percebemos que o encaminhamento para a UTI está diminuindo também”, detalhou De Carli.

Veranópolis também está ofertando a segunda dose da imunização para pessoas acima dos 70 anos. “A cobertura vacinal é importante. Essas pessoas, daqui a quinze dias, estarão menos propensas a adquirir a doença e muito menos propensas a atingir uma gravidade maior, se infectadas. Então, há uma proteção dessa faixa etária”, reforçou o prefeito, ao falar do combate coletivo à pandemia.