Ministério da Saúde desiste de exigir prescrição médica para vacinação de criança

A informação deve ser anunciada na tarde desta quarta-feira e foi confirmada à CBN por fontes do alto escalão do

A informação deve ser anunciada na tarde desta quarta-feira e foi confirmada à CBN por fontes do alto escalão do ministério. Cerca de 20 milhões de crianças entre 5 e 11 anos estarão aptas a receber as doses pediátricas de vacinas contra a Covid-19 assim que elas chegarem aos postos de saúde.

O ministério da Saúde recuou e não vai mais exigir a prescrição médica para vacinar crianças de cinco a 11 anos. A pasta deixará a receita médica como recomendação e não como obrigatoriedade. A decisão será anunciada na coletiva de imprensa do ministério da Saúde, marcada para às 16h. Existem hoje 20 milhões de crianças, em todo o Brasil, nesta faixa etária.

Há pouco, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, recebeu o advogado-geral da União, Bruno Bianco. Uma fonte do alto escalão da pasta confirmou a informação à CBN. Ela ainda disse que o recuo tem relação com a audiência pública realizada nesta terça-feira, onde a secretária de Enfrentamento à Covid-19, Rosana Leite de Melo, informou que, em consulta pública, a maioria das pessoas foi contra a exigência da receita médica para vacinar crianças.

fonte: CBN site