Eleições de 2022: 10 candidatos concorrem ao cargo de governador do Rio Grande do Sul

Após a realização das convenções dos principais partidos políticos do Rio Grande do Sul, estão definidos 10 candidatos para a disputa ao Palácio do Piratini, nas eleições 2022

O primeiro turno do pleito está marcado para o dia 2 de outubro, enquanto o segundo turno, caso necessário, ocorrerá no dia 30 do mesmo mês.

Até o dia 15 de agosto as siglas partidárias podem registrar as candidaturas dos escolhidos junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ou fazer modificações de nomes, incluindo as listas para deputados estaduais, federais e senadores. A partir de 16 de agosto, os candidatos estão liberados para fazer propaganda eleitoral na internet e nas ruas. Caminhadas, carreatas com carro de som, distribuição de material de campanha, comícios e compra de publicidade paga nos meios de comunicação estão liberados até 1º de outubro, um dia antes do primeiro turno.

Confira lista com os 10 candidatos a governador do RS em 2022

Carlos Messalla (PCB)

Carlos Messalla Lima da Rosa é candidato a governador pelo PCB, e atualmente é servidor dos Correios. Ele é natural de Gravataí, na região metropolitana de Porto Alegre, e tem 46 anos. Nas eleições de 2020, Messalla concorreu a vereador de Porto Alegre, mas não se elegeu. Já foi dirigente do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios no RS e milita na corrente sindical Unidade Classista.

Eduardo Leite (PSDB)

Ex-governador do Rio Grande do Sul (RS), Eduardo Leite é nascido em Pelotas (RS) e formado em Direito. Leite filiou-se ao PSDB em 2001 e concorreu pela primeira vez em 2004, quando foi candidato a vereador por sua cidade natal, mas não obteve sucesso. No pleito de 2008, concorreu novamente a uma vaga de vereador e foi eleito. Leite também foi prefeito de Pelotas, de 2013 a 2017. Em 2018, foi candidato ao governo do Rio Grande do Sul (RS) e se elegeu ao cargo que ocupou até o início deste ano. Ele renunciou ao governo com a intenção de concorrer à Presidência da República, mas acabou desistindo da candidatura. Agora, Eduardo Leite é novamente pré-candidato a governador do RS pelo PSDB.

Edegar Pretto (PT)

Natural de Miraguaí, Edegar Pretto é deputado estadual e está em seu terceiro mandato. Pretto tem forte penetração nos movimentos sociais e é filho de Adão Pretto, ex-deputado petista e fundador do MST. O político tem trabalho voltado para a agricultura familiar e o combate à violência contra a mulher. Seu nome foi lançado como pré-candidato a ao governo do RS nas eleições de 2022 pelo PT no fim de 2021.

Luis Carlos Heinze (PP)

Natural de Candelária, Luis Carlos Heinze foi prefeito de São Borja (RS), deputado federal por três mandatos e é senador pelo Rio Grande do Sul (RS). Ele é formado em Engenharia Agronômica e tem atuação como produtor rural. Além disso, é membro da Igreja Evangélica Luterana e se apresenta como defensor da família. Heinze é pré-candidato ao governo do Rio Grande do Sul (RS) e tem o apoio do PTB.

Onyx Lorenzoni (PL)

Médico veterinário, Onyx Lorenzoni foi ministro do Trabalho e Previdência do governo Bolsonaro. Lorenzoni será o candidato a governador do Rio Grande do Sul (RS) em 2022 pelo PL, partido do presidente. Lorenzoni é gaúcho de Porto Alegre e também foi ministro-chefe da Casa Civil, da Cidadania e da Secretaria da Presidência durante o governo Bolsonaro. Concorreu à prefeitura de Porto Alegre em 2004 e 2008, mas não conseguiu se eleger.

Rejane de Oliveira (PSTU)

Rejane de Oliveira é professora aposentada da rede estadual de ensino do Rio Grande do Sul (RS) e foi presidente do CPERS-Sindicato por duas gestões. Conhecida pela liderança sindical, ela é membro das Executivas Estadual e Nacional da Central Sindical e Popular (CSP-Conlutas). Em maio, o PSTU lançou Rejane como pré-candidata ao governo do RS nas eleições de 2022.

Ricardo Jobim (Novo)

Natural de Santa Maria (RS), Ricardo Jobim é advogado e empresário no ramo da comunicação. Jobim também atua como professor universitário e já foi conselheiro da OAB-RS e presidente da OAB Santa Maria. Filiado ao Novo desde 2020, foi anunciado pelo partido como pré-candidato a governador do Rio Grande do Sul (RS) em 2022.

Roberto Argenta (PSC)

Empresário do setor de calçados, Roberto Argenta foi anunciado como pré-candidato ao governo do Rio Grande do Sul (RS) nas eleições de 2022 pelo PSC. Nascido em Gramado (RS), Argenta é formado em Ciências Contábeis pela UFRGS, foi deputado federal pelo RS, entre 1999 e 2003. Também foi prefeito e vereador da cidade de Igrejinha e após o fim de seu mandato, presidiu o Sindicato das Indústrias de Calçados de 1996 a 1997.

Vieira da Cunha (PDT)

Natural de Cachoeira do Sul (RS), Carlos Eduardo Vieira da Cunha é procurador de Justiça do Rio Grande do Sul. Filiado ao PDT desde 1981, já foi vereador de Porto Alegre e deputado estadual por três mandatos e em 2006. Também já foi eleito deputado federal, sendo reeleito em 2010. Nas eleições de 2014, foi candidato ao governo do Rio Grande do Sul (RS), mas não obteve sucesso. Agora, Viera da Cunha é pré-candidato a governador do RS em 2022 pelo PDT.

Vicente Bogo (PSB)

Vicente Joaquim Bogo foi vice-governador na gestão do ex-governador Antônio Britto (1995-1998), ele ingressou no início de abril ao PSB, sendo que, estava filiado ao  PSDB desde 1988 . É graduado em Filosofia em Santa Rosa, cidade da qual foi vereador pelo então PMDB. Elegeu-se para a Câmara Federal em 1986, assumindo como deputado constituinte e entrou no PSDB no meio do mandato. Professor, Bogo lecionou no ensino fundamental, médio e superior.

Confira as principais datas do calendário das eleições 2022

5 de agosto – último dia para realizar convenções pelos partidos políticos e federações para decidir sobre a escolha de candidatos.

15 de agosto – último dia para partidos políticos e federações requererem registro de candidatos a presidente, vice-presidente, governador, vice-governador, senador e suplentes, deputado federal e deputado estadual ou distrital.