Cooperativa Santa Clara inaugura Unidade de Laticínios em Casca

A nova unidade de Laticínios tem 22 mil metros quadrados e possui capacidade total de industrializar 600 mil litros por dia, iniciando com processamento de 300 mil litros/dia.

A Cooperativa Santa Clara inaugurou sua terceira unidade de Laticínios, em Casca, na última sexta-feira, dia 12 . O ato foi realizado nas instalações, situadas na Estrada RS-129 s/nº, Km 165, e reuniu diversas autoridades, entre elas o Governador Eduardo Leite, o senador Luiz Carlos Heinze (PP), o representante da Assembleia Legislativa, deputado Vilmar Perin Zanchin (MDB), além de outras lideranças políticas, associados e funcionários da Cooperativa. 

O presidente da Cooperativa Santa Clara, Rogerio Bruno Sauthier, agradeceu a todos os envolvidos, especialmente aos associados. “Me sinto privilegiado, me sinto um grão de pó ao representar os nossos 5.500 associados, os quase 2.200 funcionários, em uma solenidade dessas”, enfatizou. Ele também destacou a importância do trabalho realizado em prol de todos. “O interesse da coletividade tem que ser colocado acima do individual”, destacou.

Durante a solenidade, o Governador Eduardo Leite também falou sobre a importância do investimento e frisou sobre o perfil empreendedor do povo gaúcho e da vontade de se dedicar ao trabalho. “Os gaúchos são vocacionados para o trabalho. E a prova está aqui: uma Cooperativa de 107 anos de história, que certamente já superou tantos outros momentos de crise”, afirmou.  

Ao fim dos pronunciamentos, o Governador Eduardo Leite e o presidente da Santa Clara fizeram o descerramento da placa alusiva à inauguração, que posteriormente ficará afixada na entrada da Cooperativa. Na sequência, o padre Luiz Signori conduziu uma oração e deu bênçãos à unidade e aos funcionários que trabalham no local. Os convidados puderam visitar as instalações da nova indústria e participaram de um coquetel com produtos da Santa Clara.  

As instalações

A nova unidade de Laticínios tem 22 mil metros quadrados e possui capacidade total de industrializar 600 mil litros por dia, iniciando com processamento de 300 mil litros/dia. O espaço será utilizado inicialmente para produzir todas as versões de leite UHT: integral, desnatado, semidesnatado e zero lactose, e tem potencial futuro para produzir derivados, como achocolatados e creme de leite UHT.

As obras iniciaram em 2017 e tiveram um investimento de R$ 130 milhões. No momento, 150 funcionários, diretos e terceirizados, já dão suporte aos mais diferentes setores da indústria. A unidade começa a operar na segunda-feira, 15 de julho. 

Confira imagens do evento, exclusivas d'O Estafeta: