Equipes começam a demarcar área para construção de túnel em Bento Gonçalves

Funcionários do consórcio contratado para a construção de um túnel ligando os bairros São João e São Roque, em Bento

Funcionários do consórcio contratado para a construção de um túnel ligando os bairros São João e São Roque, em Bento Gonçalves, começaram a demarcar a área das obras nesta segunda-feira (20). O trabalho é necessário para preparar o terreno antes que as máquinas comecem a atuar.

A intervenção marca as primeiras ações para tirar do papel uma obra bastante aguardada pelos moradores da cidade. Atualmente, para se deslocar entre os dois bairros, é necessário cruzar a BR-470, no km 218. A construção da travessia vai permitir que o deslocamento ocorra por baixo da rodovia, reduzindo o conflito de trânsito.

O primeiro edital para a contratação da obra foi lançado em outubro do ano passado, mas não teve interessados. Após alterações orçamentárias, outros dois processos chegaram a ser abertos antes da definição dos vencedores.

Conforme a diretora adjunta do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (Ipurb), Melissa Bertoletti, enquanto a equipe realiza as avaliações, o município trabalha na licença de instalação, que está prevista para ser emitida na próxima semana. A partir disso, será possível assinar a ordem de início e começar efetivamente a movimentar as máquinas, o que deve ocorrer em até 20 dias.

— Estamos trabalhando para que seja antes. Essa semana, como o tempo está bom, vamos conseguir adiantar — afirma.

Logo no início dos trabalhos os acessos aos bairros junto à BR-470 serão bloqueados, o que vai obrigar os motoristas a cruzar a rodovia em outros pontos da cidade. A primeira etapa das obras vai se concentrar na construção das alças de acesso ao futuro túnel. Assim que elas estiverem concluídas, terá início a etapa de construção da passagem subterrânea, que vai exigir a abertura da pista da rodovia. Dessa forma, as novas alças servirão de desvio para o tráfego da BR-470. Os técnicos chegaram a cogitar a construção de uma pista provisória para o período das obras, mas concluíram que seria uma gasto desnecessário.

O túnel terá 5,5 metros de profundidade e duas faixas de tráfego em cada sentido, além de calçada em ambos os lados. Para a construção, será necessário escavar 30 mil metros cúbicos de terra e aplicar 1.958 metros cúbicos de concreto. O custo é estimado em quase R$ 9,6 milhões e o contrato prevê a execução em 11 meses. Melissa acredita, contudo, que a estrutura pode estar pronta em oito meses, com o tempo restante sendo utilizado para acabamentos paisagísticos.

 

Fonte: Pioneiro