Polícia Civil de Nova Prata prende quatro pessoas, recupera gaita furtada e registra encontro de cadáver

Na última semana, a Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Sul, através da Delegacia Distrital de Nova Prata,

Na última semana, a Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Sul, através da Delegacia Distrital de Nova Prata, intensificou as ações no município com escopo de reprimir as infrações criminais e, consequentemente, controlar o recrudescimento da violência, além de assegurar maior sensação de segurança à sociedade pratense.

Nesse contexto, a Polícia Civil levou a efeito a prisão de três pessoas em virtude de ordens judiciais de prisões cautelares na última semana, três homens, de 24, 55 e 57 anos. Na segunda-feira, dia 24, cabo a prisão preventiva de um quarto indivíduo, este de 42 anos.

Paralelamente às prisões, os policiais deflagraram o cumprimento de busca e apreensão de arma de fogo no bairro São Peregrino, após o registro de ocorrência de violência doméstica e familiar contra a mulher. A diligência resultou na apreensão de uma pistola modelo Ruger, 9mm.

Nesse mesmo dia, uma equipe deslocou ao município de Áurea, onde efetuou a apreensão de uma gaita Todeschini, 8 baixos com 2 registros, mais de 60 anos, avaliada em torno de R$6.000,0, que fora objeto de furto nesta cidade e receptada naquele município e que foi restituída ao proprietário nesta terça-feira, dia 25.

Além dessas ações, a Delegacia ainda realizou cerca de 40 registros de ocorrências policiais, principalmente de situações de violência doméstica e familiar contra a mulher, bem como efetuou o atendimento de locais de crime, com destaque a localização de um cadáver em via pública no bairro São Peregrino.

Além disso, a Delegacia reforça que está à disposição da população 24 horas por dia, por meio do telefone para denúncia e atendimento em horário comercial das 08h30min às 12h e das 13h30min às 18h, tais como (54) 3242-1225 ou no endereço Av. Borges de Medeiros, 1750, Centro, Nova Prata/RS, e ainda poderá ser acionada fora do horário comercial pelo site da Delegacia Online ou pela Brigada Militar dos municípios da região.

 

Fonte: Studio FM