Otimismo para a disputa da Divisão de Acesso

 tarde quente de verão marcou a apresentação oficial do Veranópolis Esporte Clube. Depois de 25 anos, o pentacolor tem uma nova

 tarde quente de verão marcou a apresentação oficial do Veranópolis Esporte Clube. 
Depois de 25 anos, o pentacolor tem uma nova realidade: a Divisão de Acesso. Mas, como falou um dos presidentes: “de cabeça erguida, olhando para frente e apostando no grupo de jogadores escolhidos para esta tarefa”. Os dois presidentes se manifestaram, o prefeito em Exercício, Rubem Pastore e o treinador, Cristian de Souza, também falaram para os atletas e convidados. 
O que me chamou atenção, e me deixou esperançoso, foi o astral muito bom de todos, e se o alto astral também estiver com os jogadores, a expectativa se torna interessante e muito positiva. Já disse em outra oportunidade que o VEC não se encolheu, não mudou sua maneira de trabalhar. Colocou a disposição dos jogadores a estrutura que tem e que usava na primeira divisão. Não vai faltar nada ao grupo de atletas, e o salário mais uma vez vai estar em dia, esta é uma característica do Clube, desde sua fundação. 
Os mais experientes terão a incumbência de ajudar aos mais novos, natural que isso aconteça, mas os mais antigos também tem a tarefa de mostrar o clube, seu torcedor e a cidade aos novos, aqueles que nunca atuaram por aqui. 
Dizer a eles que Veranópolis é uma cidade pequena, de gente trabalhadora e que gosta muito do seu Clube. Athos, Dagostini, Anderson e Eduardinho devem fazer isso, mesmo que, como colocou o Eduardinho, a ficha ainda não tenha caído em definitivo, mas que é necessário empreender este novo desafio. Para Athos, é muito natural ser o mais velho, ser o cara que encosta no garoto é dá uma dica, afinal ele vem agora a pouco de mais um acesso, com o Esportivo, e tem a experiência de outros… Conhece os atalhos e é um cara positivo, vai ajudar muito o VEC nesta temporada. Dagostini é outro que pode ajudar. A única preocupação é de como ele está? Ano passado fez uma falta danada ao pentacolor, e agora todos depositam uma boa expectativa em relação ao seu futebol. 
Enfim, com jogadores experientes, com jogadores que conhecem a Divisão de Acesso, com jogadores que nunca atuaram no Estado, e com jovens atletas, o timaço do peito abre a temporada com muita esperança que tudo se encaixe, e que a união de todos para um mesmo objetivo a ser alcançado, faça que o ano de 2020 seja um grande ano; o ano do retorno do time que marcou sua passagem pelo futebol gaúcho, e que quer continuar escrevendo essa história bonita de vitórias. 
Avante pentacolor!