Democratização do estacionamento e do comércio no centro

Conteúdo antes publicado em nossa versão impressa da semana passada. Assinante tem acesso primeiro aos temas abordados por nossos colunistas.

Nas próximas semanas, as duas principais vias de Veranópolis, a Júlio de Castilhos e a Osvaldo Aranha, vão estar recebendo obras importantes que mudarão a forma como motoristas da cidade dirigem. Exigirá atenção e disciplina, afinal, faz-se valer regras básicas de trânsito como a preferencial que será de quem está nas rótulas. Mas, mais do que isso, a revitalização da Júlio e o estacionamento rotativo a ser implementado na cidade, democratizarão o acesso ao estacionamento e farão com que motoristas deixem seus veículos em outras ruas da cidade e passem a circular mais a pé. O resultado será aproveitado por todo o comércio que passa a ganhar mais, abandonando o predomínio que existe em trechos da Júlio de Castilhos. Hoje, boa parte da circulação da cidade se concentra nessa parte. Mesmo que muitos não concordem com isso, a cidade precisa se espalhar um pouco mais. 
Vejamos outro exemplo: quantas farmácias existem em Veranópolis e em que local a grande maioria se concentra? Na Júlio de Castilhos e vias próximas! Donos de salas comerciais aproveitam que o fluxo se repete apenas neste trecho e abusam no preço do aluguel. Quem tem mais condições de bancar esse preço? Farmácias ou lojas de eletrodomésticos! O proprietário de estabelecimentos menores ou de setores da gastronomia sentem mais dificuldade em conseguir montar o seu negócio nesta área. Regra básica da oferta e da procura. O ideal seria se um dia o novo espaço da Júlio fosse voltado ao lazer, a gastronomia e a vivência entre os veranenses e visitantes. Um sonho. Utópico.
Enquanto isso, a parte alta da Júlio vem sendo esse ponto de encontro.