STF forma maioria para liberar realização da Copa América no Brasil

Por seis votos a zero, o Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria para liberar a Copa América no Brasil. Durante o julgamento virtual,

Por seis votos a zero, o Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria para liberar a Copa América no Brasil. Durante o julgamento virtual, que segue em andamento nesta quinta-feira (10), votaram a favor os ministros Cármen Lúcia, Marco Aurélio Melo, Ricardo Lewandowski, Edson Fachin, Gilmar Mendes e Dias Toffoli.

Três dos ministros que já entregaram seus votos — Lewandowski, Gilmar Mendes e Fachin — entenderam que pode haver, sim, a Copa América no Brasil, desde que o governo federal e Estados-sedes assumam responsabilidades e coloquem em prática um plano sanitário para a realização segura do evento.  Agora, a dúvida que fica é se a maior parte dos ministros vai seguir Lewandowski e exigir o plano sanitário em 24 horas como exigência para realização da competição. 

Desde a madrugada, os ministros estão colocando seus votos no sistema do STF em três ações que pedem o cancelamento do torneio no país. Eles têm até as 23h59min para terminar o julgamento virtual.

O Brasil se tornou a sede da competição sul-americana após a recusa de Argentina e Colômbia de receberem o evento. Os argentinos argumentaram que não teriam condições em função da pandemia de covid-19. Já os colombianos vivem um momento de tensão social no país.

Fonte: GZH