Serafina Corrêa terá subestação da RGE

No dia 16 de maio de 2019, foi realizada uma reunião de apresentação do empreendimento da RGE, em Serafina Corrêa:

No dia 16 de maio de 2019, foi realizada uma reunião de apresentação do empreendimento da RGE, em Serafina Corrêa: a implantação da Subestação de distribuição de energia elétrica. A reunião lotou o plenário da Câmara de Vereadores com representantes de entidades, sociedade civil, vereadores, secretários municipais, integrantes de conselhos municipais, empresários, ministério público e gerentes da RGE. 
O Prefeito em Exercício, Valdir Bianchet, destacou a importância da instalação da subestação no município, que precisa ter segurança quanto ao fornecimento de energia para que a população e empresas locais possam ter tranquilidade e se desenvolver. Relatou que a discussão sobre o local de instalação da mesma, vem sendo desenvolvida entre o poder público, o proprietário do terreno onde será instalada a subestação e a RGE; e espera a viabilização da obra que é de grande relevância para Serafina Corrêa e toda a região. 
O gerente de relacionamento da RGE com o poder público, Sr Edson Severo Braz, fez uma exposição detalhada sobre a implantação da subestação. Apontou os benefícios que a mesma trará para o fornecimento de energia no município e região. Esclareceu que se trata de uma obra limpa, sem ruídos, sem circulação de pessoas, telecomandada com supervisão constante pela empresa. Será construída rapidamente, em no máximo um ano. Trouxe vários exemplos de subestações implantadas em outros centros urbanos, sem gerar problemas para o entorno. 
O Coordenador do Departamento de Engenharia, o Urbanista Giovani Piva, disse que o entendimento é que a construção da subestação no local em questão não fere a legislação municipal por se tratar de empreendimento que não atenta contra o ato de morar pois não é causador de ruido, poluição ou qualquer outra situação que comprometa o uso da área. 
Após, o procurador Jurídico do Município, Luiz Fernando de Macedo, informou sobre as providências legais encaminhadas e que novo projeto de lei será encaminhado à Câmara de Vereadores, para apreciação do novo termo de parceria. Também informou que o município, cumprindo esse termo, garantirá o acesso ao local da obra, abrindo ruas.
O Ministério Público, através do Dr. Laerte Kramer Pacheco, acompanhou a reunião e disse que se trata de um ato administrativo “de conveniência e oportunidade” e que do ponto de vista legal entende que não fere direitos da comunidade ou condições ambientais até o momento.
Os presentes, empresários, vereadores e comunidade, fizeram alguns questionamentos que foram prontamente respondidos pelos técnicos presentes. Foram muitas as manifestações a favor da instalação da subestação em Serafina Corrêa, considerando ser um empreendimento de interesse público superior, que representará serviços de energia de maior qualidade aos consumidores, tanto residenciais como industriais e também para a área agrícola.