Polícia Civil realiza paralisação no Estado nesta sexta-feira

O protesto é contra o parcelamento de salários e as mudanças na Previdência

Policiais civis do Rio Grande do Sul realizam paralisação nesta sexta-feira (30), em protesto ao parcelamento de salários. A informação é do Sindicato dos agentes de polícia do Rio Grande do Sul (Ugeirm), que definiu a mobilização em encontro do seu conselho realizado no início de agosto. Veranópolis aderiu a paralização, que será das 8h às 20h. Só haverá atendimento para situações emergenciais. 

Serão atendidas apenas ocorrências policiais de Maria da Penha com pedido de medidas protetivas, situações envolvendo idosos, homicídios, estupros, furto/roubo de veículos (com exceção de devolução de veículos) e prisões.

A entidade pede ainda que não sejam procedidas diligências externas e nem a confecção de inquéritos e termos circunstanciados. Em Porto Alegre será feita concentração em frente ao Palácio da Polícia. A ideia é que os policiais utilizem a data para dialogar com a população e explicar os motivos do ato.

Os principais eixos da paralisação são o atraso de salários, a criação da alíquota extra da Previdência Social, a morte de policiais, o pedido de revisão das operações policiais e a publicação das aposentadorias represadas. Para o dia 17 de setembro está sendo anunciada uma marcha de policiais civis, a ser realizada em Porto Alegre. 

Fonte: Grupo Independente