Corpografia na Cena estreia online e faz campanha para doação para Lar de Idosos

O projeto Corpografia na Cena: Processo de Estudo, Criação e Ocupação Artística, contemplado através do Edital Criação e Formação Diversidade

O projeto Corpografia na Cena: Processo de Estudo, Criação e Ocupação Artística, contemplado através do Edital Criação e Formação Diversidade das Culturas da Fundação Marcopolo e Sedac/RS com recursos da Lei n° 14.017/2020, Lei Aldir Blanc, apresentará sua videoperformance, resultado de seu trabalho, nos dias 11 de setembro, às 20 horas, e 12 de setembro, às 18 horas (por meio da plataforma Zoom e Youtube), com recursos de acessibilidade (audiodescrição e legendas) e classificação livre. A realização do projeto é da Cia Tem Gente no Palco de Veranópolis/RS com grande equipe de artistas e trabalhadores da cultura envolvidos.

“O Corpografia na Cena é um trabalho de provocação e ocupação sobre corpos híbridos, plurais, perseguidos e discriminados. Um projeto realizado em três eixos, que dialoga com corpos/corpas negras, trans, com deficiência e suas relações com os espaços urbanos que, tantas vezes, os delimitam, emolduram e invisibilizam. Estruturas, essas, predeterminadas que precisam ser rompidas, ressignificando lugares e olhares. Essa provocação, que gera questionamentos e reflexões, que nossa videoperformance, através da arte, do simbólico, do imagético, se propõe”, explicou Izabel Cristina, diretora geral e produtora do Corpografia na Cena.

O projeto também está realizando uma campanha de doação voluntária para arrecadação de recursos ao Lar dos Idosos São Francisco de Veranópolis, que está necessitando de auxilio e mantimentos.

“Convidamos a quem puder colaborar (qualquer quantia é muito bem-vinda) que faça sua doação através da chave Pix ou Conta, que encontrará dentro do formulário de inscrição, para onde poderá destinar sua doação e assim apoiar um importante trabalho realizado na cidade de Veranópolis/RS, sede da Cia Tem Gente no Palco”, explica Izabel.

Cidades receberam projeções

Recentemente, através da exibição da sua videoperformance, o projeto realizou três projeções urbanas, nos dias 13, 14 e 15 de agosto, chamando a atenção dos populares e transeuntes nas cidades de Rolante, Garibaldi e Cotiporã/RS. Assim, as fachadas dos prédios históricos e urbanos foram ocupadas por muita arte e reflexão artística.

Valéria Barcellos e Daniel Colin participaram do primeiro eixo do projeto

Após a realização do primeiro Eixo, de Formação, que contou com as participações da multiartista Valéria Barcellos e do diretor e doutor em teatro Daniel Colin, como painelistas, o projeto seguiu em sequência ao seu segundo Eixo, através da criação e produção da referida videoperformance. Cada cidade foi selecionada levando-se em conta sua localização no estado do RS, no intuito de descentralizar; seu tamanho (menos de 35 mil habitantes) e a prerrogativa que contasse com um grupo de teatro local para uma parceria de intercâmbio e diálogo sobre o processo de trabalho, de entendimento e reconhecimento da sua cultura e arquitetura local.

Em parceria com o grupo de teatro local de Rolante – Grupo Tá Rolando Arte, de Garibaldi – Cia Acto e de Cotiporã – Cia Arte In Cena, a produção do Corpografia na Cena realizou filmagens nas três cidades, entre os meses de junho e julho deste ano, para sua criação artística e audiovisual.

Nas cidades, escolhidas pelo projeto, realizaram a produção de imagens, cenas, making off e entrevistas para a produção, também, de um Mini Documentário, que será o resultado do terceiro e último Eixo do Corpografia na Cena, com recursos de audiodescrição e tradução em Libras e estará disponível nas redes do projeto.

O Teaser da videoperformance está disponível no Youtube e através do preenchimento de um formulário, disponível neste link: https://forms.gle/67ym7yE413cToWMw7, onde você realiza a sua inscrição para receber o link de acesso gratuito para assistir a obra.